Bem-vindo, !|Sair

Menos passageiros nos aeroportos de Cabo Verde em 2013

O tráfego de passageiros nos aeroportos de Cabo Verde registou uma quebra de 3,4% em 2013, passando de 1.849.455 para 1.786.702 passageiros. O tráfego internacional cresceu 6,2%, enquanto o doméstico caiu 15,2%. O turismo foi o grande impulsionador da actividade internacional nos aeroportos, com realce para o de São Vicente (+25,5%), Sal (+11,6%), Santiago (+2,4%) e Boa Vista (+0,2%). Mas o movimento de aeronaves diminuiu 18,6%, resultante da quebra na actividade doméstica.

O aeroporto do Sal movimentou 612.117 passageiros (+2,1%), dos quais 448.026 foram internacionais (+11,6%) e 164.091 domésticos. Por causa destes números, o aeroporto do Sal foi o único a apresentar um registo global positivo em 2013, em parte devido ao aumento da capacidade hoteleira na ilha. O aeroporto da Praia movimentou 469.473 passageiros (-5,5%), dos quais 225.320 internacionais (+2,4%) e 244.153 domésticos (-11,8%). O de São Vicente contabilizou 204.037 passageiros, sendo 52.316 internacionais (+25,5%) e 151.721 domésticos (-9,9%).

A TAP foi a companhia aérea com mais tráfego internacional de/para o Sal (70.083 passageiros), seguido pela ThompsonFly (68.295), TACV (57.514), TuiFly (58.606), NEOS SPA (45.539), Arke Fly (44.504), Tui Fly Nordic (38.151), Travel Service (29.030). E ainda XL Airways France (29.393), Tui Air Linbelgium (21.416), Thomas Cook Scandinavia (12.488), Transavia Holland (12.484), Luxair SA (10.654), Thomas Cook Belgium (9.686), Transavia Air LivesCV (6.477), entre outras charter com base na Europa. Já a ilha do Sal partilhou tráfego com Lisboa (88.387), Amsterdão (40.125), Paris (29.957), Londres (23.297), Manchester (22.073), Bruxelas (22.506), Birmingham (21.149), Milão (17.410), Praga (16.491), Bérgamo (15.103), Roma (8.096), entre várias outras cidades na Europa.

No Aeroporto da Praia, a TACV foi a companhia que transportou mais passageiros internacionais, ou seja, 110.400. Seguiram-se a TAP (68.415), a Royal Air Maroc (17.848), a TAAG Airways (13.061) e Senegal Airlines (8.200) e a Binter Canarias (6.422). Lisboa foi a cidade que mais tráfego partilhou com a capital (104.100), seguido de Boston (30.489), Dakar (28.145), Luanda (13.061), Paris (11.427), Fortaleza (11.320), Bissau (9.611), Casablanca (8.785) e Las Palmas (5.593), de entre outras.

Na Boa Vista, a Thomson Airways destacou-se com 112.134 passageiros, seguido da Tui Fly (63.530), Tui Nordic (38.923), TACV (30.713), NEOS Spa (26.418), Tui Belgim (18.000), Transavia (17.242), Arke Fly (16.313), XL Air Ways France (11.291), Thomas Cook (9.708), Luxair SA (7.665), Condor (5.023), TAP Portugal (2.449). A ilha partilhou tráfego internacional com as cidades de Londres (45.152), Manchester (43.310), Las Palmas (42.625), Lisboa (31.546), Birmingham (21.097), Bruxelas (14.096), Tenerife (12.145), Paris (8.676), Amsterdão (8.479), entre outras.

Em São Vicente, a TACV foi a companhia que mais voou para o Aeroporto Cesária Évora com 24.905 chegadas. A TAP aparece em segundo lugar com 20.291 e a Transavia com 6.667 em terceiro. A maioria desse tráfego foi partilhado com Lisboa (29.303 passageiros), Paris (11.350), Amsterdão (5.095) e Porto (1.140). Já em relação ao movimento de aeronaves, os aeroportos de Cabo Verde registaram uma diminuição global de 18,6% em 2013, mas apresentaram valores positivos no sector internacional (+4,2%).

No doméstico, o movimento de aeronaves sofreu uma diminuição expressiva de 30,8%, com quebras de mais de 40% na Boa Vista e no Maio.

Na FIR Oceânica do Sal foram controladas 43.037 aeronaves, representando uma diminuição de 2% em relação ao ano anterior. A maioria das operadoras tradicionais sofreram cortes nas viagens entre a Europa e a América do Sul, com maior realce para a Ibéria e para a TAM Linhas Aéreas. O movimento de correios cresceu 7%, sendo 5% no doméstico e 9,6% no internacional.

 

(Publicado pelo jornal ‘A Semana’ – www.asemana.cv)

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica