Bem-vindo, !|Sair

Ministério Público manda suspender parte das obras em Viracopos (Campinas, São Paulo)

Parte dos trabalhos de ampliação do aeroporto de Viracopos, em Campinas (São Paulo), foram suspensas, informou o Ministério Público do Trabalho (MPT) nesta sexta-feira. Segundo a nota da Justiça a suspensão abrange actividades em altura e movimentação de cargas suspensas.

Segundo diversos órgãos de comunicação social brasileiros e fontes governamentais e da Justiça brasileira, a suspensão vale para as áreas de construção do Píer A, Píer B e o novo terminal de passageiros. O MPT, juntamente com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Campinas apontaram risco de acidentes devido à “confusão” na área das obras.

A concessionária de Viracopos tem entre seus acionistas a Triunfo, UTC Participações, a francesa Egis Airport Operation e a Infraero.

Segundo o MPT, uma fiscalização do Cerest com acompanhamento de quatro procuradores do órgão vai juntar as informações ao inquérito que investiga a conduta trabalhista do consórcio construtor.

O Consórcio Construtor de Viracopos (CCV), responsável pelas obras, afirmou que cumpre todas as normas exigidas pelas leis de segurança do trabalho e que todas as adequações necessárias serão imediatamente efetuadas.

Nesta semana, o consórcio que administra Viracopos assumiu o atraso nas obras, mas afirmou que o aeroporto estará preparado para receber as delegações e autoridades da Copa do Mundo.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) afirmou que inspeções recentes mostraram que o consórcio não entregará as obras do primeiro ciclo de trabalhos no aeroporto dentro do prazo que termina amanhã, dia 11 de Maio. Por isso, a agência vai executar verificações em Viracopos a partir deste domingo. Caso a ANAC constate o descumprimento do prazo, poderá aplicar multas de até 170 milhões de reais.

Segundo a ANAC, a expectativa é de que pouco mais de 90 por cento das obras previstas para o período sejam entregues. A agência pondera, entretanto, que a situação não é preocupante, pois as obras da pista e do pátio de Viracopos estão dentro do cronograma e, caso o novo terminal não seja concluído em tempo, o existente tem capacidade superior à demanda esperada para a Copa.

Na visita às obras nesta quarta-feira (dia 5), o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Moreira Franco, afirmou que tudo está dentro do esperado.

“Os operadores estão cumprindo o cronograma e nós supervisionaremos para que tudo saia como o esperado. Tanto aqui em Viracopos como em Guarulhos temos agora uma data de entrega dos terminais novos, das vias de acesso, do estacionamento, um aeroporto pronto para atender o passageiro brasileiro e aqueles que vierem para a Copa”, falou o ministro, à tarde, no aeroporto de Campinas.

Embora Campinas não seja cidade-sede do torneio, oito seleções – Portugal, França, Rússia, Japão, Nigéria, Honduras, Costa do Marfim e Argélia – usarão o aeroporto como base de locomoção pelo país.

 

  • A imagem distribuída pela Secretaria de Aviação Civil do Brasil documenta a dimensão das obras em curso no Aeroporto Internacional de Viracopos/Campinas, na cidade de São Paulo. Foto: Élio Sala

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica