Bem-vindo, !|Sair

Ministra de Cabo Verde confirma que a TACV pode ser comprada pela companhia chinesa Okay Airways

Uma empresa chinesa manifestou-se interessada na privatização da Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), anunciou terça-feira, na Cidade da Praia, a ministra das Finanças e do Planeamento, Cristina Duarte.
Em declarações públicas, citadas pelo jornal “A Semana”, Cristina Duarte recordou que 2012 foi um ano “bastante negativo” para a TACV. No ano passado houve uma reestruturação da empresa estatal de transporte aéreo e, segundo a ministra, os resultados financeiros já são “de longe” superiores aos registados no ano anterior.
“A TACV já tem um sistema de informação que consegue consolidar as receitas em menos de 48 horas e já está numa perspectiva de racionalização de rotas”, disse a governante que tutela a Empresa Pública de Transportes Aéreos.
Cristina Duarte confirma a notícia avançada em primeira mão pelo jornal “A Semana” e que dava conta que uma empresa chinesa está interessada na privatização da TACV, adiantando que o processo deve concretizar-se ainda este ano.
Recorde-se que representantes da Okay Airways, a maior companhia aérea privada da China, estiveram em Cabo Verde no mês de Novembro do ano passado e fizeram uma ronda pelos aeroportos do país na companhia de representantes da TACV e da ASA. Os chineses querem entrar na estrutura accionista da companhia de bandeira e operar nas rotas que a TACV tem para o continente africano, Europa, Brasil e Estados Unidos da América, mas também para transportar carga relacionada com o comércio chinês em África.
A Okay Airways (www.okair.net) foi criada há cerca de dez anos e trabalha com uma frota de uma dezena de aviões de médio curso. Foi a primeira companhia chinesa a utilizar o Boeing 737-900, que recebeu em 2005. Está instalada no Aeroporto Internacional de Tianjin Binhai, um dos maiores entrepostos de carga aérea da China. A empresa encomendou 10 aviões Boeing 737-800 que deverão começar a chegar à companhia a partir deste ano. A Korean Air detém 49% do capital da companhia, desde 2005.
As rotas de passageiros operadas pela Okay Airways são regionais. Tem ainda um acordo com o transportador de correio expresso FedEX Express para transporte de correio de cidades interiores para o centro de processamento de carga aérea de Tianjin Binhai, dispondo para tal de um pequena frota de aviões cargueiros Boeing 737-300F, que altera de acordo com a intensidade do tráfego.

 

Copyright Photo: Colin Keogh.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica