O’Leary espera que decisão sobre os slots em Lisboa seja favorável à Ryanair

O grupo Ryanair espera que seja revelada nesta terça-feira, dia 14 de junho, a companhia aérea vencedora do concurso de alienação de 18 slots diários da TAP no aeroporto de Lisboa, após imposição de Bruxelas para aprovar o plano de reestruturação, da companhia aérea portuguesa.

“Bem, pensamos que o concurso sobre os slots [faixas horárias para a aterragem e descolagem] deve ser anunciado hoje”, disse o presidente executivo do grupo Ryanair, Michael O’Leary, em entrevista à agência portuguesa de notícias ‘Lusa’ em Bruxelas, na qual afirma que a Ryanair é a candidata “mais fiável”.

O líder da Ryanair Holdings (grupo de companhias aéreas de baixo custo europeias), que se encontra na capital belga para reuniões com os sindicatos nacionais e para discussões sobre as novas regras para o regime de comércio de licenças de emissão da União Europeia, afirmou à ‘Lusa’ que, no que toca ao concurso sobre os slots da TAP, a Ryanair espera “obter todas essas faixas horárias”.

“Somos a companhia aérea que demonstrou ou provou ser a única que pode operar estas as faixas horárias”, vincou o responsável.

Notando que “o único outro licitante é a EasyJet”, Michael O’Leary adiantou que esta outra companhia aérea de baixo custo “opera tarifas mais elevadas, está a cancelar voos […] e é totalmente pouco fiável”.

O concurso para aceder aos 18 slots diários de que a TAP terá de prescindir no aeroporto de Lisboa, após imposição da Comissão Europeia para dar aval ao plano de reestruturação, arrancou no final de fevereiro, estando prevista uma decisão para este mês de junho.

Contactada agora pela ‘Lusa’, a Comissão Europeia confirmou que deverá decidir “sobre a solução a adotar em junho de 2022, antes da conclusão do processo geral de atribuição de faixas horárias para a próxima época de Inverno 2022/2023 da IATA, que tem início em 30 de outubro de 2022”.

Nos detalhes do concurso, lê-se que o prazo para manifestações de interesse terminou em 24 de março, seguindo-se uma comunicação da lista das transportadoras que o fizeram até 25 de abril e, depois, 12 de maio é a data final para apresentação oficial de propostas.

Previsto está que, nesta semana de 13 de junho, a Comissão Europeia divulgue a decisão sobre a avaliação das propostas e que, por volta de 25 de julho, seja assinado o acordo de transferência de faixas horárias, para o arranque da operação em 30 de outubro próximo.

Em causa está o aval dado pela Comissão Europeia, em 21 de dezembro passado, ao plano de reestruturação da TAP e à ajuda estatal de 2.550 milhões de euros para permitir que o grupo regressasse à viabilidade, impondo para isso compromissos de forma a não prejudicar a concorrência europeia.

Entre os remédios impostos por Bruxelas para aprovar o plano de reestruturação está, precisamente, a obrigação de a companhia aérea disponibilizar até 18 slots por dia (nove descolagens e nove aterragens) no Aeroporto Humberto Delgado, na cidade de Lisboa.

 

  • Foto © André Garcez

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica