Passageiros dos voos provenientes de Itália passam a ser rastreados em Portugal

Os voos provenientes de Itália que demandam aeroportos portugueses terão maior rastreabilidade de passageiros à semelhança do que acontecia com aqueles que são provenientes da China, anunciou nesta segunda-feira, dia 2 de março, a ministra da Saúde.

“Neste momento, foi já tomada a decisão de aplicar [o rastreamento] aos voos que são provenientes de áreas afectadas, já o tínhamos feito relativamente aos voos provenientes da China. Vamos alargar essa medida aos voos provenientes da Itália”, disse Marta Temido, explicando que se trata da “aplicação de uma rastreabilidade de contactos e também um reforço da informação dos provenientes dessa região”, noticia a agência de notícias ‘Lusa’.

A ministra da Saúde adiantou, em conferência de imprensa realizada em Lisboa, para atualização de informação relativa à infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), que há um caso confirmado e outro caso que aguarda uma contraprova através de análise do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (INSA).

O caso confirmado é o de um homem de 60 anos, que está internado no Centro Hospitalar Universitário do Porto e que reportou os primeiros sintomas no dia 29 de fevereiro, depois de ter estado no norte da Itália.

O outro homem, 33 anos, que aguarda a contra-análise reportou os primeiros sintomas no dia 26 de fevereiro, disse a ministra, adiantando que os dois homens estão em boa condição de saúde. Este homem, Centro Hospitalar de São João, no Porto, tem ligação epidemiológica a Valência, em Espanha.

Segundo a ministra, estes dois casos foram identificados no domingo, dia 1 de março, refere ainda a ‘Lusa’.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica