Bem-vindo, !|Sair

Portugueses radicados nos EUA fazem petição contra a SATA Internacional

Portugueses radicados em Nova Inglaterra, e noutras cidades dos Estados Unidos da América, a maioria oriundos das ilhas do arquipélago dos  Açores estão insatisfeitos com a SATA Internacional e subscreveram uma petição.

A contestação foi entregue na Assembleia Legislativa dos Açores e enviada ao Governo Regional dos Açores, administração do Grupo SATA, Comunicação Social, senadores americanos, FAA (Federal Aviation Administration) e CAE (líder em treino da aviação civil).

Os emigrantes dizem-se preocupados com “os exorbitantes preços de passagens e bagagens” praticados pela SATA Internacional uma vez que tem o monopólio da rota que serve a emigração.

Por outro lado, dizem-se ainda mais preocupados com “a falta de segurança” dos aparelhos, que consideram ultrapassados e de manutenção onerosa, pelo que defendem, com urgência, a modernização da frota.

Perante o saldo negativo da SATA em 2013, na ordem dos 15,3 milhões de euros, segundo referem, os emigrantes vêem com apreensão a saúde financeira da empresa e consequentes dificuldades para financiar a manutenção dos aviões, seu principal alvo nesta petição, que foca uma actualidade premente que são os consecutivos incidentes técnicos com aviões da frota dos Airbus A310.

 

5 Comments

  1. AINDA SOBRE A SATA

    Muito se tem dito sobre a companhia de aviação SATA e muito mais há a dizer porque a luta não foi iniciada hoje nem ontem, é uma luta de longa data mas que recentemente foi reactivada por um grupo de mais de 400 pessoas que estão cansadas de ouvir as falsas promessas das autoridades que dirigem a SATA.
    As artimanhas usadas para calar a boca aos insatisfeitos da SATA tem sido mais um insulto à nossa intelegência do que remediar o problema, baixam-se os preços das passagens e sobe-se o preço da bagagem.
    Aqui está um perfeito examplo: Um grupo de 24 jogadores de golfe desistiram dos seus planos de competir com equipas açorianas pelo simples facto que a SATA estava a exigir àquele grupo $200.00 para cada lado para apenas pagar o equipamento de golfe que era necessário para a missão que tinham em mente, isto é, cada jogador tinha de pagar mais $400.00 além das passagens e sabe Deus que mais. Será isto um chamariz para o turismo nos Açores? Será isto um incentivo para o desenvolvimento económico das ilhas?
    Digam-me senhores poderosos e donos da SATA, não faria mais sentido para aqueles jogadores não pagarem a quantia exigida e gastarem aquele dinheiro em restaurantes, passeios pela ilha e outros divertimentos dando assim oportunidade aos comerciantes disfrutarem progresso no lugar de retrocesso?
    Quando será que vão abrir os olhos e tomarem as decisões certas para o progresso dos Açores? Tenho uma sugestão a fazer aos senhores: venham até à America de borla, não será a primeira vêz, mas no lugar de irem passear para Nova York fiquem alguns dias apenas com alguns dos nossos empresários mais bem sucedidos e talvêz aprendem então como se dirige uma empreza com sucesso.
    Quando o Governo Regional dos Açores deixar de governor a SATA e dar oportunidade a uma entidade privada para a dirigir temos a certêza que o assunto ficaria resolvido.
    Oh… não! Mas afinal que estou eu a dizer? Que tamanha asneira, se assim aontecesse acabariam as viagens de borla para os senhores taxistas, desculpem, queria dizer para os senhores doutores, deputados, presidents e vice-presidentes e outros nomes pomposos que dão a si mesmo.
    Os “Clientes insatisfeitos da SATA” não desistirão de criticar a SATA até os seus dirigentes prestarem a atenção que merecemos e nos é devida.

    António Teixeira
    887 Cherry Street
    Fall River – Mass.
    USA – 02720

  2. Muito agradecido por ter publicado este artigo sobre os problemas que os Emigrantes na America e Canada estao a ter com a Sata Interncional

    Profundamento Agradecido
    Joseph Botelho
    Naples,Florida,USA

  3. O grupo mencionado incluo emigrantes na diáspora do Canada’, Bermuda e EUA.

  4. The price the service and the attitude of their employees with out the imigrantes they with not have jobs and calling their customers that pay their wages the summer flies i want to be on that list

  5. We fly Sata almost every year, to the Azores . To visit our family, each year it gets worse. This year in May we went San Fransico to Boston on Virgin air then Boston to Azores on Sata international. Getting there was pretty good. While we were there Sata had a strike didn’t get to Flores or Pico as we had planed.. Coming back the plane was late leaving the Azores so we missed or flight from Boston to California, had to stay in Bostion, Sata had our luggage, so we nothing but the clothing we had on all day.
    There has to be a better way to go to the Azores, it is so beautiful,. I can’t tell friends they should go to the Azores, when there are so many problems getting there an back.
    I hope everyone who has had problems , writes and tells there horror stories too.
    Linda Lima

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica