Bem-vindo, !|Sair

Presidente de Angola visitou linha de montagem dos aviões regionais ATR em Toulouse

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, visitou na terça-feira, dia 29 de maio, as instalações da construtora europeia de aviões regionais ATR, onde se fabricam os turboélices bimotores para passageiros e carga, com grande procura e presença em linhas regionais em diversos países, nomeadamente em África e na Ásia.

O Chefe de Estado angolano visitou a linha de montagem de aviões ATR72-600, onde recebeu esclarecimentos sobre este modelo de avião, assim como ouviu responsáveis da empresa a falarem sobre os seus programas de formação e supervisão de pilotos e pessoal técnico de apoio às operações dos aparelhos que fabrica.

A última versão do ATR72-600 foi lançada há dois anos e tem capacidade para transportar até 78 passageiros.

A visita da comitiva de João Lourenço, em que se integrou o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, esteve mais focada no ATR72-600, avião no qual o Presidente da República de Angola se deixou fotografar no interior.

Recorde-se que em fevereiro passado o Governo de Luanda anunciou a criação de uma nova companhia (LINK notícia relacionada) que se dedicará aos transportes aéreos inter-regionais, que se chamará ‘Angola Expresso’ e que já foi constituída com a participação da ENAMA e de companhias privadas que também já exploravam o sector da aviação doméstica.

Entretanto no passado dia 5 de maio, em Luanda, foi assinado um contrato com a construtora aeronáutica canadiana Bombardier para fornecimento de seis aviões turboélices Q400, com os dois primeiros a chegar a Angola nos primeiros meses de 2019 (LINK notícia relacionada).

Como parte do acordo estabelecido entre as partes, a Bombardier irá treinar 120 angolanos para trabalhar como pilotos (55), comissários de bordo (25)e mecânicos (40) da nova companhia aérea.

A ‘Angola Expresso’, é a marca que resulta de um consórcio que resulta de uma parceria público privada (PPP) denominada ‘Air Connection Express’, que tem como sócios as empresas públicas TAAG – Linhas Aéreas de Angola (maioritária) e ENANA – Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea de Angola e as empresas privadas Airjet, Air26, Bestfly, Diexim, Mavewa, SJL e Air Guicango. Terá sede em Luanda e irá operar o Q400 nos voos domésticos para ligar comunidades mais pequenas e aumentar as frequências como companhia aérea regional para a TAAG – Linhas Aéreas de Angola, também conhecida internacionalmente por Angola Airlines, que é desde 1975 a companhia aérea nacional deste país africano de língua oficial portuguesa.

A visita O Presidente da República de Angola, que realiza uma Viagem de Estado a França, às instalações da Airbus, gigante da construção aeronáutica que também controla a fábrica da ATR, que nasceu de uma fusão de empresas francesas e italianas, coloca a hipótese da ‘Angola Expresso’ vir a contar na sua frota com aviões ATR72-600, que são no mercado internacional concorrentes diretos dos também turbo-hélices bimotores Q400 da Bombardier. Contudo, nada adiantou a comitiva angolana, nem tão pouco a ATR, que divulgou com destaque as imagens da visita de João Lourenço às suas instalações na cidade francesa de Toulouse.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica