Bem-vindo, !|Sair

Relatório provisório reafirma teoria de suicídio do comandante do voo da LAM

Um relatório provisório distribuído pelas autoridades namibianas que investigam as causas da queda do avião Embraer 190 das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), em Novembro de 2013, na Namíbia, reafirma a teoria de suicídio do piloto, noticia hoje, quinta-feira a imprensa namibiana.

Segundo avança o jornal ‘The Namibian’, o Ministério das Obras e Transportes da Namíbia, responsável pela investigação, divulgou um relatório interino, reafirmando que o comandante do voo TM470, Hermínio dos Santos Fernandes, despenhou intencionalmente a aeronave, provocando a morte de todos os 33 ocupantes, incluindo seis portugueses.

Assinado pela Direção de Investigação de Acidentes Aéreos (Directorate of Aircraft Accident Investigation’s) do ministério namibiano, o relatório foi divulgado a 1 de Dezembro do ano passado, quando se cumpria um ano sobre o desastre que vitimou 27 passageiros e seis membros da tripulação do avião Embraer E190 da Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), que fazia a ligação Maputo-Luanda.

Essencialmente baseado nos registos de voz e de dados das duas caixas negras que foram recuperadas entre os destroços, no Parque Nacional de Bwabwata, na faixa de Caprivi, e que foram analisados pelo Conselho Nacional de Segurança no Transporte (National Transportation Safety Board) dos Estados Unidos, o documento refere que, antes do acidente, a aeronave voava normalmente e sem falhas mecânicas.

Hermínio dos Santos Fernandes encontrava-se sozinho na cabina de comando, quando foi iniciada manualmente uma descida repentina, fazendo o avião descer da altitude cruzeiro de 38 mil pés para 4.288 pés, seguida de 1.888 pés e, por último, para 592 pés, já abaixo do nível de elevação do solo sobre o qual a aeronave voava, indica o documento.

O gravador de voz, adianta o relatório, registou vários sinais de alerta automáticos do avião, além de constantes batidas na porta da cabina de comando.

Antes da descida, que durou cerca de sete minutos até ao embate no solo, o copiloto do avião, Grácio Chimuquile, tinha-se deslocado à casa de banho, deixando Hermínio dos Santos Fernandes, de 49 anos e com mais de nove mil horas de voo, sozinho no interior da cabina de comando, adianta ainda o documento.

O relatório refere também que nenhum pedido de ajuda foi emitido por parte dos membros da tripulação.

De acordo com o jornal de ‘The Namibiam’, as autoridades do país deverão divulgar em breve o relatório final sobre o acidente do voo TM470, que será depois submetido à Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO, na sigla em inglês).

 

  • Texto em língua portuguesa da autoria da agência noticiosa portuguesa ‘Lusa’, distribuído na manhã de 22 de Janeiro de 2015 em Lisboa e que está já publicado em diversas edições online de jornais portugueses

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica