Ryanair ameaça cortar bases e pessoal face à baixa de mercado na Europa

A companhia de baixo custo irlandesa Ryanair avisou os seus funcionários de que as medidas de contenção de custos implementada nas últimas semanas na empresa poderá levar à supressão de postos de trabalho, ao cancelamento de encomendas de aviões e à renegociação de contratos com aeroportos para onde a Ryanair voa.

A notícia foi avançada no fim-de-semana pelo jornal britânico ‘Sunday Independent’ que afirma que a companhia distribuiu um comunicado interno na sexta-feira, dia 18 de janeiro, que surge na sequência do anúncio de uma nova previsão em baixa dos lucros da empresa para o ano fiscal que está a terminar (LINK notícia relacionada).

A nota da companhia adianta que será feito um estudo circunstanciado sobre as bases onde a companhia está a baixar resultados e lembra que o setor aéreo na Europa está a ser afetado pelo Brexit, por uma grande competitividade no capítulo das tarifas e por um excesso de capacidade disponível nas redes de outras companhias que estão no mesmo segmento de negócio. “Tudo isso será ponderado antes de decidirmos o nosso calendário de Inverno para 2019”, escreve o diretor de pessoal da Ryanair, Eddie Wilson.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica