Bem-vindo, !|Sair

Ryanair quer ultrapassar TAP e ser o Nº 1 em Portugal

No dia 29 de Março, a companhia aérea Ryanair vai começar a voar para Ponta Delgada, com dois voos diários a partir de Lisboa (excepto ao sábado, só com uma frequência), um voo diário a partir do Porto e um voo semanal a partir Londres/Stansted. A transportadora low cost espera gerar um tráfego de 350 mil passageiros por ano, criar 350 postos de trabalho nos Açores e investir 100 milhões de euros, afirmou o presidente executivo da companhia, Michael O’Leary, numa conferência de Imprensa realizada, hoje, terça-feira, dia 24 de Fevereiro, em Lisboa.

Michael O’Leary revelou que o investimento da operação nos Açores é “relativamente modesto comparando, por exemplo, com Lisboa” e que a Ryanair “não recebeu subsídios do Governo Regional dos Açores ou do Governo Português. Apenas um apoio do Turismo, que espera a chegada de mais turistas aos Açores. Fizemos o mesmo para as Canárias e não há razão para os Açores não serem um grande sucesso, especialmente, no turismo de Inverno. É um desenvolvimento muito significativo para os Açores e a primeira vez que há um voo directo de Londres para Ponta Delgada”, frisou.
O CEO da Ryanair escusou-se a fornecer detalhes, mas confirmou que as reservas nesta rota, para os próximos dois a três meses, “excedem as expectativas, sobretudo, a partir de Ponta Delgada, com pessoas que querem viajar para o Porto e para Lisboa, mas também para outras cidades na Europa servidas pela Ryanair”.

Apesar da abertura de uma página específica na Internet, para os Estados Unidos (onde os passageiros podem comprar bilhetes para a Europa e pagar em dólares), a companhia low cost não tenciona começar a voar dos EUA para os Açores e vice versa. “É um mercado muito pequeno e só operamos com aviões Boeing 737-800”, frisou Michael O’Leary.

Com quatro bases e 14 aviões em Portugal, a Ryanair oferece 59 rotas a partir de Lisboa, Porto, Faro e, agora, Ponta Delgada, na ilha de São Miguel. Além dos Açores, a Ryanair vai começar a voar de Lisboa para Varsóvia e do Porto para Memmingen, reforçando, em paralelo, os voos para Eindhoven, Manchester, Roma e Londres. “Em 2015, vamos crescer 31% em Lisboa e 12% em Faro. A Ryanair vai continuar a ser a companhia aérea que mais cresce em Portugal. Este ano esperamos transportar 6,7 milhões de passageiros, um aumento de quase 20%, face ao ano anterior. Daqui a três ou quatro anos, vamos transportar mais de 10 milhões de passageiros e ultrapassar a TAP. Queremos ser o Nº 1 em Portugal”, afirmou Michael O’Leary. A Ryanair afirma suportar 6.700 empregos “in situ” nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Ponta Delgada.

1 Comments

  1. Parece me que a sata já voa de Londres para ponta delgada há já muitos anos, a sata ao sair de ponta de delgada por imposição do governo deixa as portas abertas para a rynair crescer neste mercado…

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica