Santos Dumont voltou ao serviço com pista melhorada e pessoal mais treinado

A pista principal do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, reabriu ao tráfego na manhã do passado sábado, dia 21 de setembro, depois das obras de repavimentação e manutenção, que decorreram, dia e noite, desde o passado dia 24 de agosto.

Segundo informação da Infraero, entidade que administra o aeroporto situado no centro da cidade do Rio de Janeiro e que é peça fundamental na Ponte Aérea de São Paulo, foram gastos nas obras cerca de nove milhões de reais (cerca de dois milhões de euros). Os trabalhos foram concluídos dentro do prazo estabelecido e executados em menos de um mês, restaurando toda a pista, que tem a extensão de 1.323 metros por 42 metros de largura.

Durante o período das obras foi necessário encerrar a pista principal devido à complexidade da tecnologia aplicada ao pavimento: a camada porosa de atrito não permite emendas e, por isso, inviabiliza a realização dos trabalhos em períodos intercalados. As equipas de trabalho atuaram 24 horas por dia, sete dias por semana, para recuperação das camadas porosa de atrito e estrutural da pista. Os trabalhos garantem a continuidade das operações nas mesmas condições de segurança atuais, e de acordo com os requisitos regulatórios fixados e inspecionados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), oferecendo um melhor contato dos pneus das aeronaves com a pista molhada ou seca.

Enquanto a pista principal esteve em obras, a auxiliar, que recebeu adequações, ficou disponível para que as companhias aéreas pudessem manter as suas operações. As companhias aéreas LATAM Airlines Brasil, GOL, Azul e Passaredo e a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) participaram nas discussões sobre o planeamento das obras.

Na terça-feira, dia 25 de setembro, realizou-se no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, uma cerimónia oficial, que teve a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do presidente da Infraero, Tenente-Brigadeiro do Ar Paes Raposo (na foto de abertura a discursar) , e que assinalou a inauguração da obra e a colocação da modernizada estrutura aeroportuária ao serviço dos viajantes que se movimentam de e para a ‘Cidade Maravilhosa’.

Novas obras de manutenção da pista deverão ser em 2029

A última vez que a pista do aeroporto passou por manutenção semelhante foi em 2009. À época, o Santos Dumont também operou normalmente, com apenas a pista auxiliar, que tem uma extensão de 1.260 metros por 30 metros de largura. A expectativa é de que a atual recuperação da pista dure à volta de 10 anos, até uma nova manutenção.

Durante o período de obras na pista principal, o Aeroporto Santos Dumont fez serviços de manutenção e capacitação de profissionais. Equipamentos como elevadores, escadas rolantes, raios-x e pontes de embarque passaram por revisões e ajustes.

Em outra frente, a Infraero informou que durante este período de menor atividade aeroportuária realizou treinos de gestão de risco de fauna para bombeiros de aeródromo e fiscais de pátio, aproveitando a flexibilidade nas escalas de trabalho. Já a área de segurança aplicou os cursos de atendimento ao cliente para os agentes de proteção da aviação civil, responsáveis pela operação dos raios-x e detectores de metal. Houve também uma reciclagem de conhecimentos para pessoal versando a permanência em área de manobras de aeronaves.

 

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica