Sevenair investe 7,4 milhões de euros em novas instalações em Ponte de Sor

O grupo Sevenair revelou nesta segunda-feira, dia 10 de janeiro, que vai investir, de forma faseada, ao longo destes próximos anos, mais de 7,4 milhões de euros na instalação de um hangar no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, em Portugal. A verba inclui ainda a contratação de cerca de 40 profissionais, sendo estes na sua grande maioria, licenciados ou com licenças aeronáuticas, revela o grupo.

O novo hangar da empresa, que resulta de uma concessão da Câmara Municipal de Ponte de Sor, dona do aeródromo, será inaugurado na próxima sexta-feira, dia 14 de janeiro, pelas 10h30, com a presença de diversas entidades oficiais e outras empresas que ocupam a infraestrutura do Aeródromo Municipal de Ponte de Sor. No local serão instaladas duas destacadas atividades do grupo aeronáutico português: manutenção de aeronaves e formação de Técnicos de Manutenção de Aviões (TMA).

A Sevenair é um grupo de empresas da área aeronáutica completamente vertical – detendo todas as áreas de atuação, desde a formação, manutenção, handling e companhia aérea, porventura a área mais visível das suas operações. Detém seis bases: Bragança, Vila Real, Viseu, Cascais, Portimão e Madeira. Todo o grupo é detido por capital privado de nacionalidade portuguesa e conta já com 33 anos no mercado, tendo, nos últimos cinco, feito o rebranding que a permitiu apresentar-se como Grupo Sevenair.

A Câmara Municipal de Ponte de Sor já tornou público que a Sevenair é uma das quatro empresas que se irão instalar no Aeródromo Municipal e que, juntas, no próximo ano, criarão 250 postos de trabalho direto e investirão na cidade, cerca de 20 milhões de euros nos próximos anos.

Alexandre Alves, diretor comercial do Grupo Sevenair. Foto © Newsavia.

A Sevenair pretende instalar duas grandes atividades no novo hangar: manutenção de aeronaves e formação de Técnicos de Manutenção de Aviões. No que concerne à manutenção, o foco da empresa “é captar o mercado das aeronaves turboprop da Península Ibérica e norte de África, uma vez que com as atuais instalações em Cascais não estamos com capacidade de resposta. Estamos a falar de aeronaves monomotor e multimotor com até 10 toneladas”, refere Alexandre Alves, diretor comercial do grupo.

As divisões de manutenção do grupo (Sevenair Maintenance e Sevenair Avionics) são certificadas pela ANAC (Autoridade Nacional da Aviação Civil) em conformidade com as regras da EASA (autoridade europeia) para manutenção em 40 tipos de aeronaves de 15 diferentes fabricantes, o que lhe confere uma ampla possibilidade de captação de clientes internacionais.

Hugo Hilário, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor. Foto © Enric Vives-Rubio.

Para Ponte de Sor, “tornar o seu Aeródromo um local de manutenção de aeronaves internacionais, com a expertise que isso acarreta, consolida a sua política de aposta de crescimento económico neste setor e afirma a relevância do cluster aeronáutico, ajudando-o a projetar-se internacionalmente”, refere Hugo Hilário, presidente da Câmara Municipal.

Na formação de Técnicos de Manutenção de Aviões, uma das áreas mais relevantes do grupo empresarial, pretende a Sevenair, “não só contribuir para que haja mais técnicos disponíveis numa área com grande escassez de profissionais qualificados, como a de dar suporte a outros projetos que se irão instalar no Aeródromo de Ponte de Sor e que de muita mão de obra qualificada necessitam”, acrescenta Alexandre Alves. A divisão de formação (Sevenair Academy) é certificada pela ANAC, de acordo com as regras da EASA, e aprovada pela AAC (Agência de Aviação Civil de Cabo Verde).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica