Sindicato alemão suspende greve de tripulantes de cabina na Eurowings

O UFO (Unabhängige Flugbegleiter Organisation), sindicato que representa os tripulantes de cabina da companhia aérea alemã Eurowings, do Grupo Lufthansa, decidiu nesta quarta-feira, dia 1 de janeiro, suspender a greve ao terceiro dia de paralisação.

Os sindicalistas disseram em conferência de imprensa, realizada em Berlim, que irão retomar as negociações com a empresa e reconheceram que a greve não teve grande impacto nos clientes da companhia, já que o grupo aéreo, através de outras empresas subsidiárias, nomeadamente a Austrian Airlines e a própria Lufthansa, conseguiu transportar passageiros da Eurowings e resolver os problemas criados pela não realização de alguns voos programados. No total de 220 voos foram cancelados apenas duas dezenas.

Os tripulantes de cabina da Eurowings pretendem negociar melhores salários e condições de trabalho, justificou o sindicato alemão. No mês de novembro o UFO convocou uma greve de dois dias que teve maior impacto e que afetou um em cada cinco passageiros da Eurowings, tendo custado à companhia cerca de 20 milhões de euros (22,42 milhões de dólares norte-americanos).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica