TAAG realiza voos de repatriamento de Moscovo para Luanda

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola está a realizar neste domingo, dia 17 de maio, dois voos de Moscovo para Luanda, para repatriamento de cidadãos angolanos, nomeadamente militares, técnicos e estudantes, que se encontravam na Rússia ao abrigo de programas de cooperação entre os dois países.

Os dois voos foram organizados pela Embaixada da República de Angola em Moscovo. Na semana passada o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República de Angola, Pedro Sebastião, tinha anunciado que esses angolanos iriam começar a regressar ao País a partir do dia 15 de maio, em voos especiais, devido à pandemia de covid-19.

O primeiro voo da TAAG, DT7673, feito pelo Boeing 777-300ER, matrícula D2-TEK, aterrou no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, na capital angolana, pelas 18h59 locais deste domingo, dia 17 de maio, depois de 10h35 de voo direto desde Moscovo, trazendo de volta ao país africano 247 passageiros.

Um outro voo está em curso, entre Moscovo e Luanda, feito pelo B777-300ER, matrícula D2-TEJ. Descolou da capital russa pelas 20h50 locais (17h50 UTC/18h50 em Luanda) deste domingo. Deverá aterrar na capital angolana na madrugada desta segunda-feira, dia 18 de maio, pelas 04h45 locais, segundo previsão do sistema de rastreio de aviões ‘FlightRadar24’.

Os angolanos que regressam ao País nestes voos serão sujeitos a um período de quarentena de duas semanas, antes de serem reintegrados nos seus ambientes familiares.

 

TAAG fez voo Pequim-Luanda para transporte de carga

Cerca de cinco minutos após a aterragem do avião que chegou com angolanos repatriados da Rússia, um outro avião Boeing 777-300ER da TAAG, matrícula D2-TEG, aterrou em Luanda, proveniente de Pequim, capital da República Popular da China.

O avião transporta material de proteção hospitalar e individual e também farmacêutico, importado pelo Governo de Angola, para prevenção e combate à pandemia de covid-19.

Recorde-se que a TAAG está a voar duas vezes por semana para Lisboa, com aviões de passageiros B777, para transportar carga geral diversa para Angola, que normalmente embarca nos voos regulares diários da companhia de Portugal. A suspensão dos voos regulares obrigou a TAAG, com autorizações especiais das autoridades dos dois países, a realizar voos para transporte exclusivo de carga. Estas mercadorias poderão embarcar, não só nos espaços convencionais dos porões de carga, como também nas cabinas de passageiros e nas respectivas bagageiras, respeitando limitações de peso, impostas pelas recomendações de segurança das construtoras dos aviões.

 

  • Foto @Tony Mangueira Fernandes

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica