TAP abre rotas de Lisboa para a Cidade do Cabo e Cancún e dos Açores para Toronto

A TAP Air Portugal carregou nos sistemas de distribuição de viagens mais três rotas de longo curso para iniciar neste Verão e no Outono, logo que os voos sejam retomados, após as restrições impostas pela pandemia de covid-19.

São dois novos destinos para a companhia portuguesa: Cidade do Cabo, na República da África do Sul; e Cancun, no México. E mais uma rota, para um destino onde a companhia já opera, Toronto, mas desta vez com partida e chegada na cidade de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, Região Autónoma dos Açores.

A Cidade do Cabo é um destino com uma grande componente turística, mas também onde vivem muitos milhares de emigrantes portugueses, nomeadamente naturais da ilha da Madeira. Presentemente o movimento de passageiros de e para Portugal faz-se via outras cidades europeias, nomeadamente Londres, com os voos da British Airways e da Virgin Atlantic, mas também com outras companhias europeias. Nos últimos anos surgiram as globais Emirates e Qatar, com preços muito atraentes, com escala nos seus hubs do Dubai e de Doha, respectivamente. Mais recentemente, a TAAG – Linhas Aéreas de Angola apresentava propostas com preços interessantes, via Luanda.

Para a Cidade do Cabo os voos da TAP serão diretos de Lisboa, com três ligações semanais, em aviões Airbus A330-900neo. O voo de ida (TP275) partirá da capital portuguesa aos domingos, quartas e sextas-feiras, pelas10h30, com chegada prevista para as 23h40 locais. No regresso o voo TP276 deixa a Cidade do Cabo às 02h05 dos dias seguintes com aterragem prevista em Lisboa para as 11h30 locais. O voo inaugural está marcado para o dia 11 de novembro e este horário é para manter-se na época IATA 2020-2021.

A rota da Cidade do Cabo vai ser promovida especialmente no mercado norte-americano para onde a TAP tem presentemente 82 voos semanais à partida de Portugal. E a preços interessantes. Por exemplo, o site de viagens ‘onemileatatime.com’ noticia que a TAP está a oferecer o voo entre a Cidade do Cabo e Miami, com uma escala de cinco horas em Lisboa, em Classe Executiva, por 1 000 dólares.

A segunda rota de longo curso é entre Lisboa e Cancun, um destino de férias no México, com famosas praias no Mar das Caraíbas, muito procurado pelos portugueses e espanhóis que fazem viagens de férias em destinos mais longínquos.

Operará três vezes por semana, também com aviões Airbus A330-900neo, e tem voo inaugural agendado para 27 de outubro.

O voo de ida (TP176) parte de Lisboa às terças, quintas e sábados às 09h35, com chegada à cidade mexicana pelas 15h00 locais. O voo de regresso (TP177) partirá de Cancun no mesmo dia, pelas 16h30, com chegada programada para o dia seguinte, pelas 06h30 locais, na capital potuguesa.

O novo voo entre Ponta Delgada e Toronto, na Província do Ontário, Canadá, país onde se verifica uma grande presença de emigrantes portugueses, naturais dos Açores, terá início a 25 de junho deste ano. Será a segunda rota da companhia de bandeira portuguesa entre a ilha de São Miguel e a América do Norte, depois do anúncio do voo Ponta Delgada-Boston/Logan (EUA) anunciado para ter início a 4 de junho deste ano, com cinco voos semanais, em aviões Airbus A321neo LR.

Os voos para Toronto (TP261) sairão duas vezes por semana, aos domingos e quintas-feiras, às 15h40. Chegam a Toronto às 18h30 locais. No regresso à ilha de São Miguel (TP258) partem da capital da Província do Ontário pelas 21h25 locais e chegam às 07h20 do dia seguinte.

Tal como no voo de Ponta Delgada para Boston, na rota para Toronto a TAP surge em frontal disputa com a Azores Airlines, companhia do Grupo SATA, que desde há cerca de três décadas realiza os voos da América do Norte para o arquipélago açoriano, nomeadamente no Verão.

Se é verdade que as novas rotas para a Cidade do Cabo e para Cancun parecem não ter grandes problemas, em termos de planeamento operacional e lançamento comercial dada a distância temporal que ainda nos separa das respectivas datas de abertura, o certo é que o início dos voos da TAP, dos Açores para Boston e para Toronto, poderão ser atrasados ou reprogramados, face aos eventuais efeitos da pandemia de covid-19.

De qualquer modo, há a intenção de, na TAP, fazer neste o trabalho de planeamento necessário que permita continuar em rotas de melhor demanda e, inclusivamente, encontrar rotas alternativas àquelas que ofereçam mais dificuldades de retoma na hora em que a companhia se reerguer.

 

  • Foto © Catarina Madureira

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica