TAP fez voo humanitário entre Portugal e Moçambique

A TAP Air Portugal realizou no domingo, dia 3 de maio, mais um voo humanitário entre Portugal e Moçambique, que embarcou passageiros em ambos os sentidos.

Na viagem para Maputo, capital do país de língua oficial portuguesa do Oceano Índico, o Airbus A330-900neo, matrícula CS-TUF, levou 215 passageiros e carga diversa. No voo de regresso na segunda-feira, dia 4 de maio, embarcaram portugueses e outros cidadãos europeus que pretendiam regressar aos seus países, devido à pandemia de covid-19, que também afeta Moçambique. O avião saiu de Maputo pelas 21h43 locais, tendo aterrado no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, pelas 07h18 da manhã desta terça-feira, dia 5 de maio.

Entretanto, o Ministério da Saúde de Moçambique anunciou, em Maputo, nesta terça-feira, que o País registou mais um caso de infeção pelo novo coronavírus, elevando o número total de doentes no país de 80 para 81.

O novo caso diz respeito a um cidadão moçambicano de 46 anos que chegou a Maputo, no domingo, no voo da TAP proveniente de Lisboa.

“Tratou-se de um voo de caráter humanitário para o repatriamento de cidadãos moçambicanos retidos em Portugal devido à covid-19. É um ato que enquadra-se nas ações do Governo de proteção dos seus cidadãos no estrangeiro”, explicou Rosa Marlene, diretora nacional de Saúde Pública, acrescentando que o cidadão com o resultado positivo não apresenta sintomatologia e está em isolamento domiciliar.

Rosa Marlene acrescentou que a “todos os passageiros” do voo foi recomendado ficarem “em quarentena durante 14 dias”, mesmo os que tiveram resultados negativos nos testes.

Segundo as autoridades de saúde, os 215 passageiros, entre moçambicanos e portugueses residentes em Moçambique, foram testados, submetidos a um questionário de rastreio e colheita de dados.

Moçambique vive em estado de emergência desde o dia 1 de abril e até final de maio, com espaços de diversão e lazer encerrados, proibição de todo o tipo de eventos e de aglomerações, recomendando-se a toda a população que fique em casa, se não tiver motivos de trabalho ou outros essenciais para tratar.

Durante o mesmo período, há limitação de lotação nos transportes coletivos com obrigatoriedade do uso de máscaras faciais, as escolas estão encerradas e a emissão de vistos para entrar no país está suspensa.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica