Bem-vindo, !|Sair

TAP ganha quota de mercado nas rotas Portugal-Espanha


A TAP Air Portugal transportou 42,5% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal no primeiro trimestre deste ano, ganhando assim 0,5 pontos de quota de mercado à concorrência, embora tenha baixado nas rotas com origem/destino nos dois maiores aeroportos espanhóis, o Adolfo Suarez/Barajas, em Madrid, e o El Prat, em Barcelona.

Dados de tráfego da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, consultados pela agência de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR’ indicam que as companhias que voam entre os dois países ibéricos, desde as nacionais TAP, Iberia, Air Europa e Vueling às ‘apátridas’ Ryanair e EasyJet, transportaram 988,2 mil passageiros em voos de/para Portugal nos primeiros três meses deste ano e que a somou 419,5 mil.

A companhia portuguesa teve assim um aumento em 17,7%, ligeiramente mais forte que o aumento médio do tráfego total entre os dois países ibéricos, que foi de 16,4%, o que lhe valeu ganhar 0,5 pontos de quota de mercado, alcançando 42,5%.

Esta subida foi impulsionada pela evolução no mês de Março, em que a TAP teve um crescimento médio em 19,5% enquanto o crescimento médio do mercado foi de 16,6%, o que lhe valeu aumentar a sua quota de mercado em um ponto, para 41,7%, que, curiosamente, é a quota mais baixa dos primeiros três meses do ano, depois de 43,1% em Janeiro e 42,7% em Fevereiro.

A partir dos dados da AENA, o ‘PressTUR’ verificou que o ganho de quota de mercado da TAP no conjunto do primeiro trimestre ocorreu embora a companhia portuguesa tenha baixado tanto em Madrid, em 2,5 pontos, para 29,4%, quanto em Barcelona, em 0,2 pontos, para 42,8%.

Os dados disponibilizados pela AENA não permitem verificar que companhias impulsionaram crescimentos mais fortes em Madrid e Barcelona do tráfego de/para Portugal, respectivamente em 13% e em 9,3%, enquanto os aumentos em voos da TAP foram em 4,1% em Madrid e em 8,7% em Barcelona.

Fontes do mercado avançaram que o reforço da aposta da Iberia nas ligações com Portugal será a explicação mais plausível, nomeadamente no que diz respeito ao Aeroporto de Madrid, onde é a maior companhia.

Os dados permitiram ver que a TAP, apesar de perder quota em Madrid e em Barcelona, no mercado total de ligações entre Espanha e Portugal saiu reforçada no primeiro trimestre, principalmente pelo impacto da introdução na segunda metade do ano passado de voos para Grã Canária, nas Canárias, e Alicante, no sul de Espanha.

Dos 419,5 mil passageiros que viajaram em TAP entre Portugal e Espanha no primeiro trimestre, 36,4% ou 152,7 mil viajaram de/para Madrid, com um aumento em seis mil relativamente ao período homólogo de 2017, e 30,2% ou 126,5 mil viajaram de/para Barcelona, com um aumento em 10,1 mil.

O terceiro maior aeroporto da TAP em Espanha foi Sevilha, com 28,5 mil passageiros. Com um aumento em 19,2% ou 6,4 mil em relação ao primeiro trimestre de 2017, seguindo-se Valência, com 27,2 mil, +41,3% ou mais 7,9 mil que há um ano, e Málaga, com 24,2 mil, +18% ou mais 3,7 mil que em 2017.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica