TAP mantém recuperação de tráfego nos aeroportos portugueses

A TAP Air Portugal, que entre abril e agosto deste ano transportou menos passageiros de e para Portugal que a Lufthansa, primeiro, e que a Ryanair, seguidamente, ampliou em novembro a liderança reconquistada em setembro, com mais 105 mil passageiros que a low cost irlandesa e mais 231 mil que a alemã.

Dados publicados pela ANAC, autoridade de aviação civil portuguesa, indicam que a TAP transportou de e para aeroportos portugueses, no passado mês de novembro, 247.896 passageiros, enquanto a Ryanair se ficou pelos 142.773.

Os dados publicados pela ANAC permitem calcular que a TAP foi a transportadora aérea em que viajaram 37,8% dos passageiros embarcados e desembarcados em aeroportos portugueses, enquanto a Ryanair teve uma quota de 21,8%.

A terceira maior companhia em passageiros transportados de e para aeroportos portugueses em novembro foi a EasyJet, com 39.852 (6,1% do total do mês), com 27.035 pela EasyJet Europe (4,1% do total) e 12.817 pela EasyJet Switzerland (2% do total).

Seguiram-se a Transavia France, subsidiária francesa do grupo Air France KLM, com 26.697 (4,1% do total do mês), e a SATA Air Açores, com 21.483 (3,3% do total).

A Lufthansa, que foi a companhia com mais passageiros nos aeroportos portugueses em junho, no mês de novembro manteve-se a maior companhia de rede estrangeira, com 16.219, mas menos 231.677 que a TAP.

Seguiram-se a SATA Internacional, (SATA Azores Airlines) com 15.289 passageiros, a KLM, com 12.883, a Transavia Holanda, com 11.916, a Iberia, com 11.867, e a Air France, com 10.832.

De acordo com os dados da ANAC, os aeroportos e aeródromos portugueses tiveram 655,9 mil passageiros em novembro deste ano,-83% ou menos 3,19 milhões que no mês homólogo de 2019.

 

  • Notícia publicada pela ‘PressTUR, agência de notícias de turismo e viagens

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica