TAP realiza nesta sexta-feira dois voos de repatriamento de Cabo Verde e Angola

A TAP Air Portugal, em estreita colaboração com o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), solicitou aos Governo de Angola e de Cabo Verde autorização para a realização de mais dois voos extra que têm como objetivo continuar a trazer de volta a casa e às suas famílias mais de 400 portugueses, bem como transportar carga médica e humanitária para esses países.

As viagens, de ida-e-volta para as cidades da Praia, na ilha de Santiago, em Cabo Verde, e de Luanda, em Angola, estão previstos para sexta-feira, dia 27 de março, com regressos no mesmo dia.

Os voos já foram colocados em sistema (com a indicação ‘sujeito a aprovação governamental’), sendo que as reservas poderão ser feitas no site da TAP, www.flytap.com, ou nas agências de viagens.

A TAP, em estreita colaboração com o MNE, garante todas as condições de segurança e operacionais para a realização destes dois voos que – à semelhança dos voos extra operados pela companhia portuguesa para outros países africanos de língua oficial portuguesa, ao longo desta semana – estão a realizar-se em condições operacionais atípicas, motivadas pelas diversas restrições impostas por governos e autoridades, pela pandemia de covid-19.

“A companhia e todos os seus colaboradores estão, em condições extremamente adversas, a fazer o seu melhor, todos os dias, para viabilizar estas complexas operações, empenhados em trazer de volta a casa os portugueses, neste momento delicado”, refere um comunicado distribuído pela TAP na manhã desta quinta-feira, dia 26 de março.

O Governo de Cabo Verde implementou restrições aos voos oriundos de Portugal, de outros países europeus com focos epidemiológicos Covid-19, do Brasil, EUA, Senegal e Nigéria. Considerando que os tempos de voo o permitem a TAP realizará  voos de ida e volta.

Em Angola foi decretado o estado de emergência nesta quarta-feira, entrando em vigor às 00h01 de sábado, dia 28. De modo a viabilizar esta rota, no contexto atual, cumprindo todos os requisitos regulamentares de segurança e tempos de descanso das tripulações, a TAP voará Lisboa-Luanda e Luanda-Faro-Lisboa, trocado a tripulação em Faro e assegurando que as tripulações não ficam de quarentena em Luanda, conforme prescrito pelas autoridades angolanas (14 dias para quem chega de Portugal). O voo de Luanda será operado por um Airbus A330-900neo com capacidade para transportar 298 passageiros.

 

Nesta quinta-feira, a TAP realizou um voo de repatriamento para e da República de São Tomé e Príncipe. No voo de regresso o avião Airbus A321neo LR (matrícula CS-TXD) aterrou no Aeroporto Humberto Delgado/Lisboa pelas 22h45.

 

  • Foto © ClémentAlloing
  • Mais notícias sobre a pandemia do Novo Coronavírus/Covid-19 – LINK

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica