Bem-vindo, !|Sair

TAP tem crescimento e participação relevantes nas ligações para a Madeira

A TAP Portugal registou no primeiro quadrimestre deste ano um aumento de 20% no número de passageiros transportados na rota Lisboa-Madeira, em relação a igual período de 2013. Deste total de passageiros há um aumento de 21% de tráfego gerado no mercado nacional, o que confirma que há mais procura dos continentais pela ilha da Madeira.

Os dados foram confirmados ao ‘NewsAvia’ por Carlos Paneiro, vice-presidente da TAP com a responsabilidade do sector das Vendas, que esteve no Funchal esta semana, onde participou num painel sobre transportes e acessibilidades integrado na sessão pública do ‘Dia do Empresário’, organizado pela Associação Comercial e Industrial do Funchal.

Carlos Paneiro destaca o facto da subida do número de passageiros que embarcam na escala de Lisboa mostrar um relevante aumento de 50% no número de bilhetes vendidos na Alemanha e de 19% em Espanha, do que se conclui que são passageiros oriundos desses mercados. Na linha Porto-Madeira regista-se também um aumento de 11% nos primeiros quatro meses, sendo 5% de aumento de vendas no Norte de Portugal.

Outro facto relevante é que durante a Festa da Flor deste ano, que decorreu na Madeira na primeira semana de Maio, a TAP vendeu mais 15% de bilhetes nos voos para a ilha do que em semelhante período de 2013.

O que Carlos Paneiro pretendeu com a intervenção na Madeira, foi desmitificar a ideia de que não chegam mais turistas à ilha devido à pouca oferta da TAP, o que não é verdade, e provou-o com os relevantes números do ano passado. Recorde-se, contudo, que há mais companhias aéreas em linhas regulares a disponibilizar voos para a Madeira, pois desde 2008, por exemplo, a EasyJet está na rota Lisboa-Madeira com, pelo menos, dois voos por dia, e desde 2010 está a Transavia na linha Porto-Madeira. O que já não era novidade para a TAP, pois entre 2001 e 2005 teve, igualmente, a concorrência da extinta Air Luxor, que atacou o mercado com preços bastante competitivos. Em 2008 a TAP transportou entre Lisboa e a Madeira 571.400 passageiros, número que desde então nunca mais atingiu.

Olhando para o movimento do ano passado, Carlos Paneiro salienta que a TAP transportou nas linhas da Madeira 806.000 passageiros, dos quais 550.000 na rota Lisboa-Madeira-Lisboa, o que dá uma média diária de 1.500 passageiros/dia. Desse total de passageiros (viagens simples) 33% foram gerados no Continente, 12% na Região Autónoma da Madeira e 55% foram originários de diversos mercados/países para onde voa a TAP, pois escalaram Lisboa, tendo como destino final a Madeira. Destes 73.000 chegaram da Alemanha, 65.000 do Reino Unido e 62.000 de França, seguindo-se a Espanha, a Escandinávia e a Venezuela.

 

Sazonalidade caracteriza tráfego

Uma das características do tráfego para a Madeira, tal como acontece para outros aeroportos portugueses, além de Lisboa, é a sazonalidade do tráfego. Por exemplo, no ano passado, no mês de Agosto a TAP transportou para a ilha uma média de 1.860 passageiros/dia, enquanto em Fevereiro essa média baixou para 1.040 pax/dia.

Em 2013 a TAP fez 6.848 voos para e da Madeira, sendo 5.557 na rota de Lisboa e 1.562 na do Porto. Uma média de 18,8 voos por dia. Carlos Paneiro sublinha que apenas o Brasil teve um pouco mais de voos. Foram 6.990, mas trata-se da grande operação da TAP, que distingue a companhia e a coloca à frente de todas as congéneres europeias que voam para terras brasileiras. Esta tem sido, aliás, uma aposta de sucesso da actual administração da companhia.

A TAP voa mais para a Madeira do que para o continente africano, onde a companhia serve 15 destinos, e para onde, em 2013, realizou 6.518 voos. Tal como acontece em relação aos passageiros, o número de voos também é afectado pela sazonalidade do tráfego. Em Agosto a TAP realizou uma média de 23,7 voos/dia, enquanto em Fevereiro essa média foi de 15,2 voos/dia.

 

Capilaridade de rotas beneficia a Madeira

O vice-presidente da TAP para o sector de Vendas observou que a Madeira deve ter em conta a capilaridade da rede de voos da companhia que permitem a concentração em Lisboa de todo o tráfego que se dirige para a Madeira com ligações dispersas durante todo o dia que contribuem para um ‘transfer’ rápido para os voos domésticos e consequente chegada ao destino.

É natural que a existência de mais voos directos, sem escalas em Lisboa, seria o ideal para atender mercados que já se encontram maduros e com excelentes fluxos de tráfego, como a Alemanha e a França. Carlos Paneiro admite essa possibilidade, mas só depois da substituição da frota da PGA – Portugália Airlines por aviões mais eficientes e de maior capacidade. Logo que isso aconteça a Madeira será certamente beneficiada, garantiu.

 

Os voos para este Verão

Neste Verão a TAP manterá para a Madeira uma média de oito voos diários oriundos de Lisboa, com o reforço de mais dois nos meses de Julho e Agosto. Ainda para a Madeira haverá dois voos directos diários do Porto com um reforço de mais um voo de Julho a Setembro. Manter-se-á o voo directo diário de Londres/Heathrow e o voo semanal para e de Caracas (Venezuela). Este ano não haverá reforço de voos no Verão, face aos problemas que existem com o Governo da Venezuela para receber as verbas das passagens vendidas no país. Estão ainda previstas duas ligações semanais de Madrid entre Julho e Setembro e uma de Barcelona no mesmo período.

Para a ilha do Porto Santo há actualmente dois voos directos diários de Lisboa e um do Porto, que serão reforçados com mais um voo de cada aeroporto no período de Julho a Setembro.

Como resumo da sua intervenção no painel do ´Dia do Empresário’ no Funchal, Carlos Paneiro destaca que o valor da TAP para a Madeira não se circunscreve apenas às ligações a que está obrigada por dever nacional e público de garantir a descontinuidade territorial do País, mas também e, com maior relevo, nos últimos anos, pela busca constante de tráfego em outros países para onde opera. Com a próxima abertura de mais 11 novas rotas em Setembro, novamente a Madeira será beneficiada, pois estará facilitado o transporte de turistas desses aeroportos/países para o arquipélago, com escala rápida em Lisboa.

 

  • Carlos Paneiro no ‘Dia do Empresário’ na cidade do Funchal . Foto: Hélder Santos/ASPress

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica