2016 foi o 2º ano menos fatal para a aviação comercial desde 1946

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O ano de 2016 foi um dos que registou menor sinistralidade em todo o mundo. Segundo o relatório de acidentes apresentado no primeiro dia deste ano pela ‘Aviation Safety Network’ (ASN), uma entidade com sede na Holanda que segue atentamente a ocorrência de acidentes e incidentes aéreos em todo o mundo, 2016 ficou em segundo lugar nessa listagem, com 320 mortos em acidentes graves com aviões de transporte de passageiros e de carga ao serviço de companhias comerciais.

A JACDEC (Jet Airliner Crash Data Evaluation Centre), com sede na Alemanha, outra entidade que também audita o setor, também chega à mesma conclusão, se bem que mostre a existência de mais quatro pessoas mortas.

O acidente mais mortífero do ano aconteceu na Colômbia com o avião da companhia boliviana LaMia, que transportava a equipa de futebol do Chapecoense, de Santa Catarina (Brasil) e comitiva, e que provocou 71 mortos. O segundo que fez mais vítimas foi com um avião de Egyptair que caiu no mar, em maio, entre a ilha de Malta e o Egito, morrendo 66 pessoas. O terceiro foi com um avião da FlyDubai que fez 62 vítimas e o quarto no Paquistão no início de dezembro, com 48 mortos.

Segundo os dados divulgados pela ASN, depois de 1946, apenas no ano de 2013 se registaram menos vítimas em acidentes aéreos com aviões civis de companhias comerciais, em que esse número atingiu 265. No ano de 2015 ocorreram menos acidentes aéreos mas a soma de vítimas fatais foi mais alta: 560.

 

 width=“750” height=

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...

Pilotos da TACV marcam greve de uma semana partir de 24 de julho

Os pilotos da TACV – Transportes Aéreos de Cabo...

Governo reuniu-se com a ANA para preparar o projeto do Novo Aeroporto de Lisboa/Luís de Camões

O ministro das Infraestruturas e Habitação e o secretário...