Aeródromo e atividades aeronáuticas potenciam emprego em Ponte de Sor

O crescimento do setor da aeronáutica e a criação de emprego marcam o orçamento da Câmara Municipal de Ponte de Sor (distrito de Portalegre, Alto Alentejo) para este ano, que ultrapassa os 30,1 milhões de euros, com uma forte aposta no emprego e no sector aeronáutico.

Hugo Hilário, presidente do município, em declarações à agência de notícias ‘Lusa’, explicou que o orçamento da autarquia no ano passado superou os 27,2 milhões de euros, representando o deste ano uma subida a rondar os 2,9 milhões de euros.

De acordo com o autarca, o orçamento é mais elevado devido a “três fatores extra”, nomeadamente porque engloba a continuidade e finalização da terceira fase de ampliação do aeródromo municipal, o envolvimento numa “agenda mobilizadora” no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e verbas na área da transferência de competências do Estado para o município.

“Se não houvesse estes projetos do aeródromo, da agenda mobilizadora e do impacto da transferência de competências, estaríamos a falar de um orçamento à volta dos 23 milhões de euros”, acrescentou.

De acordo com o autarca, as Grandes Opções do Plano e Orçamento da Câmara de Ponte de Sor para 2023 baseiam-se numa política de “atração de investimento” e de “crescimento económico” para “fixar” população naquele território.

O envolvimento da câmara em agendas mobilizadoras, no campo da promoção aeronáutica e do espaço prometem criar, nos próximos anos, “700 a mil postos de trabalho diretos”, situação que o autarca considera que mudará o “paradigma” daquela região.

Este ano, o município espera lançar, ainda no primeiro semestre, a empreitada para a construção de um centro empresarial e tecnológico nas antigas instalações da fábrica ‘Delphi’, num investimento “entre os 14 e os 16 milhões de euros”.

A Estratégia Local de Habitação também está em curso “até final de 2025”, envolvendo, além de outros projetos, mais de 20 fogos habitacionais, num investimento próximo dos 2,4 milhões de euros.

A câmara espera ainda executar o plano de valorização da albufeira de Montargil, não tendo, até esta altura, conseguido lançar as empreitadas, devido a “demoras” na execução dos projetos, bem como a “falta de mão-de-obra, equipamentos, materiais e empreiteiros”.

De acordo com Hugo Hilário, esta intervenção nas margens da albufeira é para estar concluída “até final de 2024 ou princípios de 2025”, num investimento a rondar os três milhões de euros.

O avanço das obras de requalificação e ampliação do Centro de Saúde de Ponte de Sor, cujo auto de consignação deve ser assinado “nos próximos dias”, num investimento de cerca de 1,5 milhões de euros, e a inauguração do Mercado Municipal de Galveias (perto de 800 mil euros) são também investimentos em destaque, entre outros, em diversas áreas.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica