Aeroporto da Catumbela pode ser certificado ainda neste ano

O Aeroporto Internacional da Catumbela, na província de Benguela (Angola), poderá ser certificado no terceiro trimestre deste ano, noticia a agência de notícias angolana ‘Angop’.

Esta informação foi avançada nesta sexta-feira, dia 13 de janeiro, pelo ministro dos Transportes, Ricardo Abreu, à margem da visita do Presidente da República da Zâmbia, Hakainde Hichiema, à cidade do Lobito, onde visitou as infraestruturas do denominado ‘Corredor do Lobito’.

O governante angolano afirmou que depois da certificação do Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto, em Luanda, em Dezembro do ano passado, segue-se o da Catumbela.

Questionado sobre a demora no processo, explicou que “a certificação de um aeroporto não é um ato administrativo, mas técnico, que exige, além de outras competências, recursos naquilo que é a capacidade daquela infraestrutura aeroportuária, para poder servir, sem risco operacional, os seus utilizadores”.

“Há ainda alguns investimentos a fazer, do ponto de vista da capacidade técnica e de meios técnicos e também um conjunto de outros procedimentos que temos de concluir, por isso leva algum tempo”, esclareceu o ministro.

O aeroporto, situado entre as cidades de Benguela e do Lobito, tem recebido aviões de grande, médio e pequeno porte, nomeadamente da TAAG – Linhas Aéreas de Angola, em voos domésticos.

O Aeroporto Internacional da Catumbela, cujas obras da última fase de ampliação e modernização da infra-estrutura, foram inauguradas no final do mês de agosto de 2012, possui uma pista de 3.700 metros de extensão. Está capacitado para processar 2,2 milhões de passageiros por ano e pode atender mais de 900 pessoas por hora. É considerado como alternativa para o Aeroporto Internacional de Luanda e está situado a cerca de 670 quilómetros da capital angolana. Num futuro próximo, com o maior desenvolvimento da rede aeroportuária e reequipamento das companhias aéreas na República de Angola, o Aeroporto da Catumbela poderá ser uma importante base logística, de distribuição de passageiros e de carga aérea para o sul do País.

Possui 16 balcões para atendimento de passageiros (check-in) e 18 para serviços de imigração, salas de protocolo e para clientes de executiva e primeira classes, restaurante e bares.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica