Bem-vindo, !|Sair

Aeroportos portugueses cresceram 11% no ano de 2015

Os aeroportos portugueses sob gestão da ANA Aeroportos de Portugal registaram o maior crescimento de sempre no ano de 2015, com um aumento de 11% no movimento de passageiros face ao ano anterior, totalizando 38,9 milhões. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira, 7 de janeiro, pela ANA, em conferência de imprensa realizada no Aeroporto de Lisboa.

Segundo os dados revelados, a maior subida percentual foi registada nos aeroportos da Região Autónoma dos Açores, arquipélago situado no Atlântico Norte, onde a ANA tem a concessão de quatro dos nove aeroportos regionais – um em cada ilha. Nos aeroportos de Ponta Delgada (ilha de São Miguel), de Santa Maria (ilha do mesmo nome), da Horta (ilha do Faial) e das Flores (ilha do mesmo nome) o aumento de tráfego global foi de 25,7%, chegando aos 1,6 milhões de passageiros, no ano da liberalização das ligações aéreas para o arquipélago açoriano.

O Aeroporto de Lisboa ultrapassou a barreira dos 20 milhões de passageiros em 2015, uma subida de 10,7% face ao ano anterior e o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na cidade do Porto, atingiu 8,1 milhões de passageiros, um crescimento de 16,7% face a 2014.

Já em Faro, no Algarve, o crescimento foi de 6,4%, para os 6,4 milhões de passageiros, enquanto na Região Autónoma da Madeira (aeroportos das ilhas da Madeira e do Porto Santo) se atingiu os 2,7 milhões de passageiros, mais 6,3% do que no ano anterior.

Segundo a ANA, “o crescimento sustentado de passageiros dos últimos anos resulta da atratividade dos aeroportos da rede e do esforço de captação de novas rotas e companhias aéreas”.

“Por outro lado, os últimos dois anos foram marcados por um forte crescimento do tráfego denominado de ‘low cost’, principalmente em 2015, ano em que o crescimento das companhias de baixo custo foi bastante superior ao registado no segmento tradicional”, refere ainda a gestora aeroportuária, detida pelo grupo francês Vinci, através da Vinci Airports.

A ANA Aeroportos de Portugal (a empresa também é designada por Grupo ANA) é concessionária e responsável pela gestão dos aeroportos em Portugal Continental (Lisboa, Porto, Faro e Terminal Civil de Beja), na Região Autónoma dos Açores (Ponta Delgada, Horta, Santa Maria e Flores) e na Região Autónoma da Madeira (Madeira e Porto Santo). Em Setembro de 2013, o Grupo ANA foi integrado na VINCI Airports.

 

Sobre a VINCI Airports
Operador internacional no sector aeroportuário, a Vinci Airports assegura o desenvolvimento e operação de 25 aeroportos, incluindo 11 em França, 10 em Portugal (entre os quais o hub de Lisboa, com 20 milhões de passageiros), 3 no Camboja e 1 no Chile (Santiago do Chile, o sexto maior aeroporto sul-americano com 16,1 milhões de passageiros movimentados em 2014).
Servido por mais de 100 companhias aéreas, o conjunto das plataformas da VINCI Airports totalizou em 2014 um tráfego anual de 47 milhões de passageiros, com um volume de negócios de mais de 717 milhões de euros. Graças à sua experiência como integrador global, a VINCI Airports, com os seus 5.400 colaboradores, desenvolve, financia, constrói, opera aeroportos e disponibiliza a sua capacidade de investimento, a sua rede internacional e o seu conhecimento especializado na otimização da gestão das plataformas existentes, de projetos de expansão ou de construção completa de infraestruturas aeroportuárias.
A 10 de novembro passado o consórcio entre a Vinci Aeroportos e a japonesa ORIX foi selecionado para um contrato de concessão, por 44 anos, dos aeroportos internacionais de Kansai e Osaka (34,6 milhões de passageiros em 2014).
Em 14 de dezembro de 2015, a Vinci Aeroportos adquire a AERODOM, detentora da concessão, até 2030, de 6 aeroportos na República Dominicana, incluindo um dos maiores da ilha: o Aeroporto Internacional Las Americas, em Santo Domingo (4,3 milhões passageiros nos 6 aeroportos AERODOM em 2014).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica