Air France fixa novas metas de proteção ambiental na Europa

Air France vai compensar proativamente 100% das emissões de CO2 produzidas pela sua rede de voos domésticos, a partir de 1 de janeiro de 2020, anunciou na semana passada Anne Rigail, diretora-geral da Air France.

As novas metas voluntárias no roteiro ambiental da Air France giram em torno de quatro alavancas principais:

  • Compensação de 100% das emissões de CO2 em todos os voos domésticos na França metropolitana (não incluídos os voos entre aeroportos dos territórios ultramarinos franceses) a partir de 1 de janeiro próximo;
  • Redução de 50% das emissões de CO2 por passageiro/km: uma nova meta no horizonte 2030;
  • Introdução de triagem seletiva a bordo dos voos da Air France;
  • Mobilização de investigação para alternativas credíveis.

“Precisamos acelerar a transição para um transporte aéreo mais sustentável e assumimos voluntariamente novos compromissos para hoje e no horizonte 2030. Decidi introduzir uma compensação de 100% nas emissões de CO2 dos nossos voos domésticos a partir de janeiro de 2020, a fim de propor a todos os nossos clientes uma viagem neutra em carbono em França”, explica Anne Rigail, diretora-geral da Air France.

“Estamos a impor-nos uma nova meta ambiciosa em matéria de redução das emissões de CO2. Vamos passar para um consumo de combustível inferior a três litros por passageiro e 100 km até 2030. O transporte aéreo permite gerar encontros e abrir o mundo. Queremos ser impulsionadores de ações e inovações que contribuam para uma aviação sustentável”.

A Air France está, há muitos anos, empenhada em reduzir o impacto no ambiente da sua atividade e propõe aos seus clientes uma viagem responsável, através de ações concretas: modernizar a sua frota, favorecer a eco-pilotagem, reduzir o peso a bordo dos seus aviões, reciclar os resíduos e suprimir o plástico descartável, entre outras ações em curso.

A partir de 1 de janeiro próximo, essa compensação assumirá a forma de participação em projetos certificados por organizações reconhecidas. Os viajantes em negócios ou lazer, empresas ou colaboradores do Grupo Air France-KLM, vão poder viajar em França (território metropolitano na Europa) com uma deslocação neutra em carbono.

A Air France vai ser uma das primeiras companhias aéreas a compensar os seus voos domésticos. Em concreto, isso representa uma média de mais de 450 voos/dia e mais de 57.000 clientes envolvidos. Os clientes empresariais poderão igualmente compensar voluntariamente até 100% dos seus voos de curto, médio e longo-curso, graças a uma oferta dedicada.

A maior companhia aérea de bandeira francesa decidiu ainda acelerar os seus compromissos em matéria de CO2 e estabeleceu uma nova meta para 2030: reduzir em 50% as suas emissões de CO2 por passageiro/km face a 2005.

No início do corrente mês de outubro a Air France introduziu a triagem de resíduos sólidos a bordo de seus voos para Paris. A companhia já tinha decidido que a partir do início de 2020 será restringido o uso dos plásticos descartáveis (copos, talheres, misturadores, etc.) a bordo dos seus aparelhos, uma diminuição de 1.300 toneladas de plástico/ano.

Finalmente, para desenvolver novas soluções com vista à aviação sustentável, a Air France está envolvida no quotidiano e mobiliza investigação e inovação para alternativas credíveis.

Com a Fundação Solar Impulse, a Air France pretende acelerar, no mundo da aviação, a implementação de soluções viáveis económica e ecologicamente. Essas visam reduzir o impacto das emissões, do desperdício ou do ruído. As soluções economicamente viáveis, algumas das quais podem vir a ser exploradas pela Air France, e todas as desenvolvidas serão disponibilizadas a todo o setor, a fim de contribuir para um mundo mais sustentável.

 

O Grupo Air France-KLM é líder em desenvolvimento sustentável e está, pelo 15º ano consecutivo, no topo do Índice Europa e Mundial do ‘Dow Jones Sustentabilidade’ tendo recuperado a liderança em 2019.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica