Air India confirma à Boeing encomenda de até 290 aviões de passageiros

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Boeing e a Air India anunciaram nesta terça-feira, dia 14 de fevereiro, que a transportadora aérea indicana fez uma encomenda de 220 aviões de passageiros, que pode chegar aos 290, se acionadas as opções de mais 70 aparelhos. Com a encomenda revelada pela Airbus, também nesta terça-feira, a Air India, que integra desde o ano passado o Grupo Tata, depois da privatização da empresa, assumiu num único dia o compromisso de adquirir até 540 aviões de passageiros (LINK notícia relacionada).

A encomenda feita à Boeing inclui 190 aeronaves Boeing 737 MAX, 20 Boeing 787 Dreamliner e 10 Boeing 777X. Juntamente com um conjunto abrangente de serviços de aviação, a Air India está a avançar com a sua estratégia de frota para abordar de forma sustentável o mercado em rápido crescimento do Sul da Ásia para as viagens aéreas domésticas e internacionais.

O acordo entre a Boeing e a Air India inclui opções para 50 MAX adicionais de 737 e 20 787-9. Quando finalizado, esta será a maior encomenda da Boeing no Sul da Ásia e um marco histórico na parceria de quase 90 anos da companhia aeroespacial norte-americana com a transportadora aérea indicana.

“Esta aquisição de quase 300 jatos Boeing altamente avançados é um elemento central do programa ‘Vihaan.AI’, a estratégia abrangente de transformação e crescimento que estamos a prosseguir na Air India”, disse Campbell Wilson, presidente executivo da companhia indiana. “Estes novos aviões vão permitir-nos expandir de forma impressionante a nossa rede, tanto a nível doméstico como internacional, e virão com configurações completamente novas, de classe mundial, permitindo aos passageiros viajar com os mais altos níveis de conforto e segurança. Com esta encomenda, estamos encantados por levar a nossa longa relação com a Boeing a um novo nível”.

“A selecção da Air India da família de jatos de passageiros Boeing mostra a sua confiança nos nossos produtos e serviços no mercado mundial da aviação de mais rápido crescimento, e a sua decisão irá apoiar trabalhos de engenharia e fabrico nas fábricas da Boeing nos estados de Washington e da Carolina do Sul e em toda as nossas linhas de montagem e cadeia de fornecimento”, considera Stan Deal, presidente e CEO da ‘Boeing Commercial Airplanes’. “Com a eficiência do combustível dos 737 MAX, 787 Dreamliner e 777X, a Air India está bem posicionada para atingir os seus planos de expansão e tornar-se uma companhia aérea global de classe mundial com um coração indiano”.

A Air India também contratou com a Boeing Global Services serviços de apoio ao ciclo de vida, incluindo soluções digitais, peças sobressalentes e programas de troca de trem de aterragem, formação de pilotos e técnicos de manutenção, modificações de aeronaves e outros serviços.

 

O 737 MAX proporcionará flexibilidade em toda a rede doméstica e internacional da Air India, reduzindo ao mesmo tempo a utilização de combustível e as emissões em 20% em comparação com os aviões que substitui.

O 737-8 MAX, que pode transportar entre 162 a 210 passageiros, dependendo da configuração, e com um alcance de 3.500 milhas náuticas, é o avião de corredor único mais versátil do mercado, capaz de operar de forma rentável em rotas de curto e médio curso.

O 737-10 MAX, o maior avião da família 737 MAX, oferece a melhor economia por assentos de qualquer avião comercial de um corredor, com 188 a 230 passageiros, dependendo da configuração com um alcance de 3.100 milhas náuticas.

A Air India beneficiou da eficiência e flexibilidade da família 787 Dreamliner, com uma frota de 27 aviões 787-8 que já tem na sua frota. O 787-9 é o modelo maior que proporcionará mais capacidade de transporte, maior alcance e 25% melhor eficiência de combustível em comparação com os jatos da geração anterior.

O Boeing 777-9 – o maior e mais eficiente jato bimotor do mundo – será o maior avião da frota da Air India, permitindo-lhe transportar passageiros sem escalas e com maior conforto para quase todos os destinos de longo curso.

A Boeing refere em comunicado que o 777-9 é inigualável em todos os aspetos de desempenho, e apresenta uma cabina espaçosa, com uma nova arquitetura personalizada. Com novos avanços na aerodinâmica e motores, o 777-9 irá proporcionar 10% menos consumo de combustível e emissões e 10% menos custos operacionais do que a concorrência.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TACV regressa aos voos domésticos em Cabo Verde com ATR72-600 alugado à Air Senegal

A TACV – Transportes Aéreos de Cabo Verde, companhia...

São Tomé e Príncipe bate em 2023 recorde de entrada de turistas no País com portugueses a liderar

A República Democrática de São Tomé e Príncipe superou...

ANAC e APA já deram aval a obras de melhoria no Aeroporto Humberto Delgado/Lisboa

Francisco Pita, administrador executivo da ANA – Aeroportos de...

Sindicatos da Portway desconvocam greves após novo Acordo de Empresa

Os quatros sindicatos dos trabalhadores da empresa portuguesa de...