Alemanha coloca a Madeira fora da zona de risco e penaliza Lisboa

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Instituto Robert Koch, a entidade de saúde pública da Alemanha, retirou a Região Autónoma da Madeira da lista de regiões de risco elevado de transmissão do novo coronavírus, transmissor da doença da covid-19. A decisão entra em vigor a partir da meia-noite do próximo domingo, dia 13 de junho, e representa o levantamento dos avisos de viagem para os cidadãos alemães que pretendem voar para o arquipélago português e a dispensa de quarentena no regresso ao seu país.

A notícia foi veiculada nesta sexta-feira, dia 11 de junho, pelo ‘Diário de Notícias’ da Madeira, que realça o facto da Alemanha, a par com o Reino Unido, ser um destacado emissor de turistas para a Região Autónoma.

Além da Madeira, saem também da lista de países de risco o Chipre, Montenegro e os EUA, tal como algumas regiões da Grécia e Croácia. Em sentido contrário, Lisboa e a região metropolitana da capital portuguesa passam a estar na lista das regiões de risco.

Na Alemanha, a classificação como área de risco baseia-se na análise e decisão conjunta do Ministério Federal da Saúde, do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério Federal do Interior, Edifícios e Assuntos Internos. Os viajantes que permaneceram em áreas de risco devem cumprir quarentena de dez dias.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

 ‘Portugal Stopover’ da TAP distinguido pelos leitores da ‘Global Traveller’ pela sexta vez

O programa Stopover da TAP Air Portugal foi distinguido...

EasyJet melhora resultados no primeiro semestre fiscal (2023-2024) mas ainda com prejuízo

A companhia aérea europeia de baixo custo EasyJet registou...

Major-general piloto-aviador da FAP na reserva lidera departamento de Segurança da Sevenair Academy

Mário Barreto foi nomeado para liderar o Departamento de...

Governo dos Açores garante “pleno funcionamento” da administração da SATA Holding

O Conselho de Administração da SATA Holding "está em...