American encomenda 260 aviões à Airbus, Boeing e Embraer com mais 193 opções de compra

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A American Airlines anunciou nesta segunda-feira, dia 4 de março, encomendas para 260 novas aeronaves, incluindo 85 Airbus A321neo, 85 Boeing 737 MAX 10 e 90 Embraer E175. As encomendas também incluem opções e direitos de compra para mais 193 aeronaves.

Como parte da encomenda da Boeing, a American converteu 30 pedidos existentes do 737 MAX 8 para aeronaves 737 MAX 10.

Estas encomendas fazem parte do investimento contínuo da American para expandir assentos premium nas suas frotas de aparelhos de corredores único para serviço regional, apoiando a força a longo prazo da rede doméstica e internacional de curta distância da companhia aérea.

“Na última década, investimos pesadamente para modernizar e simplificar nossa frota, que é a maior e mais jovem entre as companhias aéreas de rede dos EUA”, disse o presidente executivo (CEO) da American Airlines, Robert Isom.

“Estas encomendas continuarão a alimentar a nossa frota com aeronaves mais novas e eficientes, para que possamos continuar oferecendo a melhor rede e uma confiabilidade operacional recorde para nossos clientes”, explicou o CEO da companhia norte-americana.

A American recebeu mais de 600 aeronaves desde 2014. Com este anúncio, a companhia tem 440 aeronaves encomendadas, estendendo o seu livro de pedidos de aeronaves até a próxima década, para que a companhia aérea possa continuar a atender à crescente demanda por viagens aéreas.

“Ficamos muito satisfeitos por continuar as nossas parcerias de longa data com a Airbus, Boeing e Embraer com essas encomendas”, considera o diretor financeiro da American, Devon May, citado numa nota de imprensa distribuída pela empresa aérea. “À medida que olhamos para a próxima década, a American terá um fluxo constante de novas aeronaves ao lado de um nível equilibrado de investimento de capital, o que nos permitirá expandir nossa rede e cumprir nossas obrigações perante nossos acionistas.”

Na última década, as aeronaves A321 e A321neo transportaram os clientes da American por todo o território dos Estados Unidos e para destinos internacionais de curta distância. A American continua sendo a maior operadora única do mundo de aeronaves da família A320. “O contínuo investimento no A321neo é um testemunho do valor sem precedentes da aeronave de corredor único mais versátil e capaz do mundo”, disse Benoît de Saint-Exupéry, diretor comercial da Airbus. “Por quase duas décadas, a American Airlines usou aeronaves A320, algumas das quais foram produzidas nos EUA (na linha de montagem de Mobile, Estado Alabama), para expandir a sua rede doméstica e internacional de curta distância e proporcionar uma experiência excecional para seus passageiros e tripulações.”

A American está planeando o futuro com a nova encomenda de aviões Boeing 737 MAX 10 e aguarda a certificação da aeronave. Atualmente, a companhia opera o 737 MAX 8, e a adição do 737 MAX 10 permitirá que a American continue a aumentar o tamanho de sua frota e forneça mais flexibilidade em toda a sua rede. “Agradecemos profundamente a confiança da American Airlines na Boeing e sua confiança na família 737 MAX. A escolha do 737-10 pela American proporcionará ainda mais eficiência, comunalidade e flexibilidade para a sua rede global e operações”, disse Stan Deal, presidente e CEO da Boeing Aviação Comercial. “A nossa equipa está comprometida em cumprir com esta nova encomenda e apoiar o crescimento estratégico da American com uma das frotas mais amplas e modernas do setor.”

A American está focada em incorporar aeronaves regionais maiores, de duas classes, em sua frota, o que continuará a impulsionar a conectividade de mercados menores para o restante da rede global da companhia aérea. A expectativa é que todos os jatos regionais de única classe de 50 assentos da American sejam aposentados até o final da década, e a companhia continuará a atender a mercados pequenos e de médio porte com jatos regionais maiores. A previsão é que os jatos regionais de duas classes, com assentos premium, Wi-Fi via satélite de alta velocidade e energia no assento, constituam toda a frota regional da American após a conclusão das entregas do Embraer E175. As novas aeronaves E175 serão operadas pelas empresas regionais integralmente detidas pela American.

“O E175 é verdadeiramente a espinha dorsal da rede de aviação dos EUA, conectando todos os cantos do país”, disse Arjan Meijer, CEO da Embraer Aviação Comercial. “Um dos programas de aeronaves mais bem-sucedidos do mundo, o E175 foi aprimorado com uma série de modificações que melhoraram o consumo de combustível em 6,5%. Esta aeronave moderna, confortável, confiável e eficiente continua a fornecer a conectividade de que os EUA dependem dia após dia. Esta representa a maior encomenda única de E175s pela American, e agradecemos à American pela sua contínua confiança nos nossos produtos e pessoas.”

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Pilotos da TACV – Cabo Verde Airlines marcam greve de cinco dias entre 25 e 29 de abril

O Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação Civil (SNPAC)...

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...