Bem-vindo, !|Sair

An32 militar de Angola arde na aterragem em Malanje – Todos os 47 ocupantes se salvaram

Os 47 ocupantes de um avião Antonov An-32, com a matrícula T256, da Força Aérea Nacional de Angola (FANA), incluindo os membros da tripulação, saíram vivos de um acidente ocorrido sábado, dia 14 de Fevereiro, por volta das 20h00 locais, no aeroporto de Malanje, no Norte do País, noticia hoje o ‘Jornal de Angola’, que se publica em Luanda.

Em conferência de imprensa realizada ontem, o Chefe do Estado Maior da Força Aérea Nacional, tenente general Domingos Adriano Silva Neto “Simí”, disse que o aparelho, que tinha partido de Saurimo, Lunda Sul, com destino a Luanda, fez uma aterragem forçada no aeroporto de Malanje devido a problemas técnicos.

Domingos Neto “Simí” salientou que a falta de iluminação no aeródromo de Malanje não permitiu que a aterragem fosse feita nas melhores condições, tendo o aparelho incendiado pouco tempo depois do impacto com o solo.

“Felizmente, não houve danos humanos. Todos os ocupantes do avião saíram ilesos e já se encontram em Luanda”, afirmou o tenente general Simí. Alguns passageiros tiveram apenas ferimentos e “vão beneficiar de apoio médico e psicológico”. O Chefe do Estado Maior da Força Aérea Nacional lamentou a destruição do aparelho, que ficou carbonizado, mas sublinhou que o acidente não vai perturbar as operações deste ramo das Forças Armadas Angolanas naquela região.

“Trata-se de um meio de transporte considerado seguro, mas tudo pode acontecer. Este acidente não põe em causa as missões da Força Aérea Nacional”, disse o oficial general das Forças Armadas Angolanas, durante a conferência de imprensa.

FANAngola An32_crash_14fev2015_ Malanje_ANGOP 600pxi

A caixa negra do An-32 já foi recuperada e tão logo termine a investigação, as informações sobre as causas do acidente são divulgadas. O Chefe do Estado Maior da Força Aérea Nacional apelou aos populares, em particular os que vivem no perímetro do aeroporto, para evitarem construções nessas áreas, não só pelo perigo que representam para as próprias vidas, mas também pela dificuldade que representam na aterragem de aviões em casos de emergência, como sucedeu sábado, com o aparelho AN-32.

 

  • Notícia e fotos publicadas no ‘Jornal de Angola’

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica