Bem-vindo, !|Sair

Araguaína e de Gurupi (Tocantins) receberão aviões de médio curso em 2017

 width=“750” height=

Representantes da Secretaria de Aviação Civil (SAC) do Ministério dos Transportes do Brasil realizaram na passada semana uma visita técnica aos aeroportos regionais do estado do Tocantins, contemplados no Programa de Aviação Regional. A agenda começou em Araguaína, passando por Gurupi, e foi concluída em Palmas.

Durante a visita, os representantes se reuniram com o secretário Estadual de Infraestrutura, Sérgio Leão, para discutir especialmente a situação dos aeródromos de Araguaína, Gurupi e Mateiros. Os três terminais fazem parte da carteira de projetos do Programa, que está sendo reestruturado. Araguaína e Gurupi já têm veículos para combate a incêndio, doados pela Secretaria de Aviação Civil, pré-requisito para operação dos terminais.

Atualmente, o aeródromo de Araguaína encontra-se em fase final de elaboração do Anteprojeto (quando o projeto de engenharia é elaborado para licitação), que deve ficar pronto no início de 2017, informou a SAC. Estão previstas a construção de novo terminal, com área total de 2.160m², reforma e ampliação da seção contraincêndio, novo pátio e recuperação da pista de pouso, dentre outros investimentos. Com isso, o aeroporto poderá receber aeronaves de código 4C, que inclui aeronaves com capacidade para 186 assentos (exemplo: Boeing 737-800).

“Verificamos detalhes do projeto, principalmente relativos às desapropriações – a cargo da prefeitura –, para viabilizar operação de navegação por instrumento de não precisão (quando o aeroporto opera com baixa visibilidade). Tais desapropriações são fundamentais para que possamos autorizar o edital de obras no ano que vem”, pontuou o coordenador-geral da Secretaria de Aviação Civil, Márcio Maffili.

No caso de Gurupi, os investimentos foram discutidos em reunião com o prefeito Laurez Moreira. A previsão é que o projeto do aeródromo seja concluído até o final de 2017. Estão previstas a construção de novo terminal de passageiros de 2.160m², nova seção contraincêndio, novo pátio de aeronaves e recuperação da pista, que permitirá operação de aeronave de código 3C, como os modelos Airbus 319 (110 assentos).

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica