Avião ambulância russo cai nas montanhas geladas do Afeganistão – Dois mortos e quatro sobreviventes

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Morreram dois dos seis ocupantes de um avião executivo Dassault Falcon 10, de matrícula russa, que estava a fazer uma evacuação médica com destino ao Aeroporto de Zhukovskyi, na área metropolitana de Moscovo, e que caiu na manhã deste domingo, dia 21 de janeiro, numa área montanhosa e gelada do nordeste do Afeganistão.

A bordo da aeronave, construída em 1978 (com mais de 45 anos de serviço), seguiam quatro tripulantes, entre pilotos e pessoal de assistência médica, e mais dois passageiros.

“O serviço local de busca e resgate terrestre no Afeganistão encontrou o avião Falcon 10. Das seis pessoas que estavam a bordo do avião, estima-se que quatro estejam vivas e o destino de dois outros passageiros está a ser verificado”, indicou a agência federal russa de aviação civil Rosaviatsia num primeiro comunicado.

Sobre os sobreviventes, a Rosaviatsia apontou que terão sofrido ferimentos ligeiros. Estes números foram confirmados pelas autoridades afegãs, que disseram que o piloto foi encontrado com vida.

Um funcionário do Departamento de Informação da província de Badakhshan, no Afeganistão, Zabihullah Amiri, explicou à agência de notícias ‘France Press’ que tinha “sido informado pelos aldeões” de que um avião havia caído nessa região, na fronteira com o Tadjiquistão, China e Paquistão.

O acidente ocorreu numa zona montanhosa, de difícil acesso, dessa província atravessada pelo maciço Hindu Kouch, com picos que atingem mais de 7.000 metros.

Os dois passageiros eram uma doente em estado grave e o seu marido. O casal tinha fretado avião para a evacuação médica do aeroporto tailandês de U-Tapao, próximo da cidade de Pattaya, com destino a Moscovo, onde procurariam assistência clínica adequada. A última escala para reabastecimento que tinha feito foi em Gaya, na Índia. As autoridades indianas, num comunicado distribuído na tarde deste domingo, esclareceram que o avião tinha registo oficial de Marrocos (CN-TKN) e que tinha partido da Tailândia. Na Rússia, as autoridades aeronáuticas indicaram que o avião pertence a uma empresa nacional ligada ao desporto e a um privado, e tinha a matrícula RA-09011. Na verdade existem imagens em algumas páginas de spotters com esse registo.

As primeiras informações sobre uma eventual causa do acidente, aponta para falta de combustível. O piloto terá alertado sobre essa questão alguns minutos antes de perder o contacto via rádio e poderá ter tentado uma aterragem de emergência num terreno gelado, face à iminente paragem dos dois motores. Indicara antes que estava a procurar divergir para um aeroporto próximo, onde pudesse reabastecer, o que, infelizmente, não conseguiu.

Foto do avião acidentado © Claus Seifert/Jetphotos.net

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

JetBlue desiste da compra da Spirit, um projeto que não tinha o acordo das autoridades reguladoras

A companhia aérea norte-americana JetBlue, que foi fundada pelo...

Pessoal de terra da Lufthansa convoca nova greve entre os dias 7 e 9 de março

O pessoal de terra do Grupo Lufthansa convocou mais...

Ano começa bem nos aeroportos e aeródromos da República de Cabo Verde

O número de aviões, de passageiros e cargas nos...

Ryanair anuncia rota sazonal entre Cracóvia (Polónia) e o Algarve, a partir do dia 1 de abril

A Ryanair anunciou o reforço das suas operações nos...