Avião da TAP sofre percalço no Aeroporto de Copenhaga

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Um avião Airbus A320-200 da TAP Air Portugal, registo CS-TNV, que fazia o voo TP754, entre Lisboa e Copenhaga, capital da Dinamarca, na passada sexta-feira, dia 8 de abril, sofreu um percalço, que foi relatado neste domingo, dia 10 de abril, pelo site ‘The Aviation Herald’, que o classifica como um “acidente”.

O avião teve de abortar a aterragem no aeroporto da capital dinamarquesa, pelas 12h05 locais (10h05 UTC), devido ao vento forte que se fazia sentir sobre a pista, que terá desestabilizado a aeronave no momento em que tocou o pavimento. Segundo testemunhas oculares, citadas pela publicação, a asa esquerda e a caixa do motor do lado esquerdo embateram na pista, levando a que o A320 da TAP tivesse derivado para o lado esquerdo e “quase colidiu com uma antena e edifícios” do aeroporto antes de finalmente ter conseguido sair em segurança.

Segundo o ‘The Aviation Herald’, “de acordo com os dados da ADS-B transmitidos pela aeronave, a velocidade sobre o solo diminuiu drasticamente de cerca de 133 para cerca de 120 nós” e até mesmo para 101 nós, antes de iniciar a recuperação da velocidade e da altitude, o que criou um cenário de alguma expectativa entre quem seguiu o avião, que passou muito baixo sobre a localidade de Maglebylille, nas proximidades do aeroporto, segundo o relato de testemunhas.

A aeronave nivelou a 3.000 pés e acelerou para velocidades normais, tendo a tripulação posicionado o avião para outra aproximação à pista (22L) de Copenhaga, sem mais incidentes, cerca de 20 minutos após após abortar a primeira aterragem.

Autoridades dinamarquesas desmentem contacto do avião com o solo

Nesta segunda-feira, dia 11 de abril, a Comissão de Investigação de Acidentes Aéreos e Ferroviários da Dinamarca (denominada ‘Havarikommissionen’ em dinamarquês) indicou que se tratou de um “incidente grave” e que tinha sido aberto um processo de investigação.

Contudo, afirma a nota da entidade que é tutelada pelo Ministério dos Transportes, “as perícias preliminares indicam que o avião não teve qualquer contacto anormal com o solo, nem com a asa, nem com a cápsula do motor”, como sugere o relato do ‘The Aviation Herald’ pelo que a aeronave pousou intacta, sem quaisquer danos estruturais.

O inquérito oficial liderado pela entidade nacional certificada para tal efeito, tal como acontece com outros incidentes do género, determinará o que terá acontecido com a aeronave, que, entretanto, permanece em Copenhaga, e está a ser acompanhada por técnicos do serviço de Manutenção e Engenharia da TAP.

 

  • LINK para a notícia do ‘The Aviation Herald’ que publica mais alguns pormenores e os METARs do momento da operação.
  • Notícia atualizada às 14h00 UTC de segunda-feira, dia 11 de abril de 2022.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Azores Airlines inicia novas rotas nacionais e internacionais no próximo mês de junho

A companhia aérea portuguesa Azores Airlines estreia, a partir...

Aumento para 45 movimentos/hora no atual Aeroporto de Lisboa requer estudo, esclarece o Governo

O aumento de capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em...