Bem-vindo, !|Sair

Avião ligeiro cai nos arredores de Lisboa – Desastre provoca 5 mortos

banner-newsavia-app-android-750x65


 

Um avião ligeiro bimotor Piper PA-31T-620 Cheyenne II, matrícula HB-LTI, com quatro pessoas a bordo, caiu pelo meio-dia (11h00 UTC) desta segunda-feira, dia 17 de abril, após a descolagem no Aeródromo Municipal de Tires, em Cascais, nos arredores de Lisboa, tendo morrido todos os ocupantes e uma pessoa em terra, confirmou o Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF).

Imagem do avião que caiu nesta segunda-feira, dia 17 de abril, após descolar do Aeródromo Municipal de Tires, em Cascais. Foto © Roberto Bianchi/Piti Spotters Club/Planespotters.net

A aeronave, de matrícula suíça, tinha acabado de levantar voo da pista 17, quando começou a virar para a esquerda. Terá sido advertido nessa ocasião de que deveria manter a subida para o lado direito, não tendo havido resposta. Continuou a descair para a esquerda até se imobilizar no solo. No impacto o avião explodiu e incendiou-se junto a uma superfície comercial de São Domingos de Rana, tendo atingido em terra um camião que descarregava num supermercado. Uma casa de residência ficou destruída pelo incêndio resultante da explosão.

Estiveram no local do sinistro diversos meios, nomeadamente bombeiros de várias corporações do concelho de Cascais e entidades policiais e forenses. O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, deslocou-se imediatamente ao local do desastre, onde se inteirou da situação.

O ‘Primeiro Jornal’ da estação televisiva portuguesa SIC referiu ao princípio da tarde desta segunda-feira que em terra também se verificou uma morte, mais tarde confirmada oficialmente. Trata-se do motorista do camião que estava a descarregar mercadoria no armazém do supermercado sobre o qual caiu o Piper PA-31T-620 Cheyenne II de matrícula suíça.

 

O Aeródromo Municipal de Tires esteve encerrado para movimentos de chegadas e partidas, devido à ausência dos meios de socorro, que acudiram ao sinistro em São Domingos de Rana. O tráfego reabriu pelas 15h00 locais logo que os meios de prevenção e ataque a incêndios e socorro foram reposicionados na estrutura aeroportuária, dedicada a voos de aviação ligeira, normalmente aviões executivos e escolas de pilotos. Também escala Tires um voo comercial da AeroVip que liga os aeródromos de vila Real e Bragança, no Norte de Portugal, com Portimão, no Algarve.

Segundo informações da imprensa suíça, o avião sinistrado pertencia à empresa Symbios Prothèses SA, que tem sede em Yverdon-les-Bains, próximo de Lausanne. A aeronave registada em 2001 era muitas vezes pilotada pelo empresário Jean Plé, fundador da empresa e antigo presidente do Aero Clube de Yverdon, cuja presença a bordo do avião não foi confirmada. O piloto era suíço e a bordo seguiam como passageiros três cidadãos de nacionalidade francesa que viviam em Lausanne. As identidades não foram reveladas. O avião tinha saído de Yverdon na sexta-feira passada e fez uma escala em Marselha antes de aterrar em Tires. Hoje seguiria a mesma rota de regresso à Suíça.

A Symbos Prothèses SA é líder mundial no fabrico de próteses à medida, utilizadas por diversos médicos especialistas em cirurgias ortopédicas.

Inspectores do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários e da Polícia Judiciária Portuguesa tomaram conta da ocorrência, tendo ambas as entidades iniciado investigações logo que os incêndios foram considerados extintos.

 

Cirurgião francês famoso entre os mortos do acidente com avião suíço

O canal televisivo France 3 noticiou na noite desta segunda-feira que o cirurgião ortopedista francês Jean Pierre Franceschi, de 64 anos, e sua esposa Natalie, se encontravam entre os passageiros do avião ligeiro que se despenho nesta manhã em Portugal, após a descolagem do Aeródromo Municipal de Tires.

A estação televisiva, em despacho de Marselha, indica que o presidente da Câmara Municipal local fez uma comunicação à população da cidade, em que lamenta  a morte do casal, referindo o seu grande contributo de Franceschi à medicina francesa. O médico Jean Pierre Franceschi, muito conceituada na França e em toda a Europa, e também a nível mundial, era muito famoso pelas suas intervenções cirúrgicas, sobretudo em desportistas também famosos, de todo o mundo, que o procuravam nas clínicas e hospitais onde trabalhava na região de Marselha.

 

  • Notícia actualizada às 22h25 UTC
  • Foto de entrada © TWITTER/Nuno Inverno/@nunoinverno

 


“Como

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica