Bem-vindo, !|Sair

Azul entra na Bolsa de São Paulo e valoriza logo no primeiro dia


 

A Azul Linhas Aéreas concluiu sua oferta inicial de ações, na segunda-feira, dia 10 de abril, e logo no primeiro dia de movimentação, nesta terça-feira, os papéis da empresa aérea brasileira estão a ser negociados por mais entre oito a nove por cento do seu valor.

As ações da companhia que é parceira da TAP Portugal movimentaram no primeiro dia dois mil milhões (bilhões no Brasil) de reais, tendo entrado em circulação ao valor nominal de 21 reais, valor intermédio entre o preço sugerido no prospecto, entre R$ 19 e R$ 23 reais. Foi o maior IPO de uma empresa brasileira desde 2013, referem círculos relacionados com a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), citados pela imprensa económica brasileira. Segundo informações da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), entre a oferta primária (ações novas) e secundária (de papéis dos sócios da companhia), a operação movimentou 96,2 milhões de ações.

Nesta terça-feira, dia 11 de abril, a Bovespa está a animar-se. Depois da ‘Movida’, empresa de aluguer de automóveis, e da Hermes Pardini, que atua no setor de medicina diagnóstica, esta foi a terceira Oferta Pública Inicial (IPO) de 2017 no Brasil.

A IPO da Azul marca mais um capítulo na retoma das captações no mercado acionista brasileiro, após vários anos da fraca atividade no setor, num cenário de baixa atividade económica e inflação alta no país, comentava a propósito a agência noticiosa internacional ‘Reuters’, muito dedicada aos mercados financeiros.

A estreia das ações da Azul ocorreu após três tentativas frustradas. A última, em junho de 2015, foi abortada, assim como das primeiras vezes, pelo cenário adverso do mercado. A previsão era de que as ações estreassem no nível 2 da Bovespa na sexta-feira passada, mas a operação foi suspensa um dia antes pela Comissão de Valores Mobiliários, adiada para a segunda-feira.

A empresa disse que pretende usar os recursos da oferta primária para liquidar ou amortizar dívidas e reforçar de capital de giro. A Azul terminou 2016 com 1,79 mil milhões (bilhão) de reais em disponibilidade de caixa e dívida de quatro mil milhões (bilhões) de reais.

Itaú BBA, Citi, Deutsche Bank, BB Banco de Investimento, Bradesco BBI, Santander Brasil e JPMorgan atuam como coordenadores da operação. A oferta secundária tem Saleb II Founder 13, Star Sabia, WP-New Air, Azul Holding, ZDBR, Bozano, Maracatu, Morris Azul, Trip e Rio Novo Locações como vendedores.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica