Boeing 737-800 da FlyDubai caiu na Rússia – Morreram os 62 ocupantes

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Um Boeing 737-800 da companhia de baixo custo FlyDubai caiu na madrugada deste sábado, dia 19 de março, quando tentava uma segunda aterragem (pouso) no Aeroporto de Rostov-on-Don, no sudoeste da Rússia. Morreram todos os 62 ocupantes do aparelho, que tinha cinco anos e dois meses de serviço. Fez o primeiro voo em Outubro de 2010 e começou a voar na companhia do Dubai em janeiro de 2011.

Segundo as primeiras notícias conhecidas o acidente terá ocorrido pelas 03h50 locais, quando o avião fazia uma segunda tentativa para pousar, numa ocasião em que se registavam ventos fortes na área do aeroporto e a visibilidade era muito má, devido ao intenso nevoeiro. O METAR do aeroporto indicava uma visibilidade de 1.000 metros sobre a pista, chuva forte e rajadas de vento com velocidades máximas de 49 nós (cerca de 90 quilómetros). O Aeroporto de Rostov-on-Don fica situado a cerca de 115 quilómetros da fronteira com a Ucrânia. A bordo seguiriam 55 pessoas, entre passageiros e tripulantes.

O avião, matrícula A6-FDN, saído da fábrica há cinco anos, fazia o voo FZ981, que tinha descolado do Aeroporto Internacional do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, pelas 22h38 locais de sexta-feira. A hora estimada para chegar ao aeroporto russo estava fixada nas 03h49 locais deste sábado (22h40 UTC de sexta-feira, dia 18 de março).

O Ministério para as Situações de Emergência da Rússia, em declarações ao canal de televisão ‘Al Jazeere’, admitiu que todos os 62 ocupantes (55 passageiros e sete tripulantes) terão morrido no acidente. Fontes do controlo aéreo da Rússia citadas pela agência noticiosa TASS referiram que na ocasião em que o avião tentava a segunda aterragem a visibilidade sobre a pista estava entre os 50 e os 100 metros. A aeronave terá tocado terra, a cerca de 20 metros fora do aeroporto, incendiando-se de seguida. Cerca de 400 bombeiros e socorristas e 40 máquinas deslocaram-se para o local do acidente informou o governo russo.

É o primeiro acidente grave da companhia árabe, desde a sua fundação há seis anos.

A FlyDubai, fundada em 2009, opera uma frota de 50 aviões Boeing 737-800 com uma idade média de 3,4 anos. É uma das mais modernas companhias aéreas do Médio Oriente e tem se distinguido pela sua prestação de serviço, com aviões novos e e bastante funcionais. A FlyDubai, que utiliza a marca comercial ‘flydubai’, tem sede e base operacional principal no Aeroporto Internacional do Dubai (DXB). Também opera com base no Aeroporto Internacional Al Maktoum (DWC), o último a ser construído no Dubai, para aliviar o intenso movimento do principal aeroporto do país, onde a Emirates – a maior companhia mundial em aviões de longo curso – tem também a sua base operacional.

A FlyDubai tinha completado com sucesso o seu processo de filiação na IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) no início do corrente mês de março. A admissão da companhia de baixo custo do Dubai foi anunciada após mais uma auditoria IOSA (IATA Operational Safety Audit), terminada com sucesso, e que é um dos principais pré-requisitos para a adesão à organização internacional.

 

  • Notícia atualizada às 10h30 UTC de sábado, dia 19 de março.

5 COMENTÁRIOS

    • Ao examinar o vídeo (que não foi reconhecido ainda por fonte oficial como verdadeiro) podemos concluir, à primeira vista, que não condiz com a notícia. Isso é uma verdade. A outra verdade, poucas horas depois do sinistro, é que não dispomos de outra informação, nem podemos, a esta distância, chegar a conclusões. Vamos acompanhar os relatos que nos chegam e ver o que dizem os especialistas e observadores no terreno. Deve entender que não temos outra saída, pois nestes casos, o bom senso recomenda que não embarquemos no ‘parece’ e no ‘diz-se’. No vídeo o avião literalmente cai no terreno. As autoridades russas dizem, e fui confirmar agora mesmo (12h20 UTC de sábado), que o avião falhou a pista pousando lateralmente entre 20 a 100 metros do asfalto…

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Azores Airlines inicia novas rotas nacionais e internacionais no próximo mês de junho

A companhia aérea portuguesa Azores Airlines estreia, a partir...

Aumento para 45 movimentos/hora no atual Aeroporto de Lisboa requer estudo, esclarece o Governo

O aumento de capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em...