Boeing corrige falhas estruturais detetadas em aviões B787 Dreamliner

A Boeing alertou três companhias aéreas suas clientes para a paragem obrigatória de oito aeronaves 787 Dreamliner que devem ser imediatamente inspecionadas com vista à eventual reparação de algumas falhas de fabricação que podem colocar em risco a operação e a integridade dos seus ocupantes.

A imprensa norte-americana diz que os casos estão relacionados com linha de montagem da Carolina do Sul. Os problemas foram repetidamente denunciada por ex-trabalhadores, que os levaram ao conhecimento público através de várias reportagens que denunciaram os alegados defeitos de fabrico. Os jornais dos EUA disseram, citando ex-engenheiros da fábrica, que algumas partes da fuselagem do avião não seriam capazes de suportar as pressões às quais os aparelhos são submetidos durante os voos.

Segundo a Boeing, os demais aviões estão em condições de operar normalmente. A mesma fonte da construtora aeronáutica admitiu que estão a ser estudados os problemas agora detetados e que serão aplicadas as correções necessárias para o bom desempenho operacional das aeronaves referenciadas. Os aviões afetados pertencem à Air Canada, United e Singapore Airlines.

O B787, que teve uma introdução no mercado muito acidentada devido a incêndios de baterias, tornou-se uma aeronave confiável sendo presentemente a mais popular entre os produtos Boeing, devido ao impasse criado pelos problemas verificados com a nova geração B737 MAX.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica