Brussels Airlines aumenta voos para África e acrescenta Acra à sua rede

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A companhia belga Brussels Airlines vai acrescentar mais um destino à sua rede africana com um novo voo entre Bruxelas e Acra, capital do Gana, a partir de 26 de Outubro próximo, com quatro frequências semanais. Os voos serão efectuados com equipamento Airbus A330-200.

O Gana torna-se assim o 16º destino da companhia de bandeira belga no continente africano. Os voos sairão de Bruxelas nas segundas, quartas, sextas e sábados de manhã, retornando de Acra no final da tarde.

Num comunicado distribuído esta semana a Brussels Airlines explica que os horários permitem excelentes ligações no hub da capital belga para outros países europeus e para os Estados Unidos da América.

Entretanto a companhia anunciou o reforço de voos para outros aeroportos da África Ocidental já neste Verão. Assim, a cidade de Lomé, capital do Togo, passará a ter 4 voos/semana em vez dos dois que são realizados presentemente. Para Cotonou (Benim) e para Ouagadougou (Burkina Faso) as escalas semanais passarão de duas para três.

Para o Inverno IATA, a Brussels Airlines terá, pela primeira vez, voos diretos para Kigali, no Ruanda. Seguindo a estratégia desenhada pelo Grupo Lufthansa, em que se integram a Brussels e a Swiss, para a África, a companhia belga deixará de voar para Nairobi, no Quénia, para onde já voam a própria Lufthansa e a Swiss.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Volotea e Abra (Avianca e GOL) juntam-se para operações conjuntas entre a Europa e as Américas

A Volotea, que se intitula a companhia aérea espanhola...

Pedro Barros é o novo presidente do Conselho de Administração da TACV

Pedro Barros, atual presidente do Fundo Soberano de Garantia...

Lufthansa City Airlines arranca no dia 26 de junho com voo Munique-Birmingham

A Lufthansa City Airlines, a companhia aérea mais jovem...

Bubaque, no Arquipélago dos Bijagós, terá um novo aeroporto para tráfego regional

O Governo da República da Guiné-Bissau e a ‘Royal...