Cabo Verde Airlines apresenta em Boston nova estratégica da companhia

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Cabo Verde Airlines (CVA), transportadora de bandeira aérea da República de Cabo Verde, apresentará neste sábado, dia 16 de novembro, sua nova estratégia para o mercado de Boston.

Sendo o Aeroporto Internacional de Boston/Logan um dos mais movimentados dos EUA, com 40,9 milhões de passageiros transportados em 2018, e sendo o lar de uma grande comunidade cabo-verdiana, a cidade tem um papel importante no plano estratégico de expansão da Cabo Verde Airlines para a América do Norte.

Atualmente a CVA voa regularmente de Boston para a Cidade da Praia (Cabo Verde) às segundas-feiras. A companhia cabo-verdiana que resulta da reestruturação da companhia aérea de bandeia do País (a ex-TACV), pretende desempenhar um papel importante nas viagens dos norte-americanos que se deslocam para países africanos, nomeadamente os de origem africana.

O hub da CVA na Ilha do Sal, de onde a companhia aérea voa para outros destinos cabo-verdianos e também para cidades da África Ocidental, como Dacar (Senegal) e Lagos (Nigéria), esta última a partir do próximo dia 9 de dezembro com voos cinco vezes por semana, são pontos da promoção que está a ser feita em Boston. O hub da CVA também assegura voos para Lisboa (cinco vezes por semana), Milão (quatro vezes por semana) Paris e Roma (três vezes por semana) e outros destinos brasileiros.

Jens Bjarnason, presidente executivo da Cabo Verde Airlines, afirma: “Boston é uma cidade conhecida pela comunidade cabo-verdiana e estamos muito animados por estar aqui. Consideramos essa conexão com grande apreço, pois a relação entre Cabo Verde e Boston tem uma grande história. ”

Bjarnason estará presente numa conferência de imprensa que decorrerá, no dia 16 de novembro, no Consulado Geral de Cabo Verde em Boston, onde será revelada a nova estratégia da Cabo Verde Airlines para Boston e as próximas rotas a desenvolver pela companhia.

A Cabo Verde Airlines é detida em 49% pelo Estado de Cabo Verde e 51% pela Loftleidir Cabo Verde. O governo cabo-verdiano espera vender a parte que ainda é pública até final deste ano, sendo que 10% (100 mil ações) serão vendidos a trabalhadores e aos emigrantes cabo-verdianos e 39% (390 mil ações) a investidores institucionais.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TAP Air Portugal retomou rota direta entre a Venezuela e a ilha da Madeira

– Cerimónia oficial e decoração a preceito na zona...

TAP Air Portugal terá 95 voos semanais para o Brasil no mês de julho

Uma delegação da TAP Air Portugal, liderada pelo seu...

Teste de táxi aéreo elétrico pode definir novo tipo de transporte para peregrinos do Hajj, na Arábia Saudita

Num movimento histórico, a Arábia Saudita conduziu com sucesso...

Instituto Superior de Aeronáutica e Turismo de Cabo Verde instalado na ilha do Sal

A Universidade Técnica do Atlântico (UTA) apresentou publicamente na...