Cabo Verde reabre nesta semana os voos internacionais em duas ilhas

O Governo da República de Cabo Verde vai aprovar nesta semana, em Conselho de Ministros, uma resolução que procede à reabertura dos voos internacionais em Cabo Verde, anunciou nesta terça-feira, dia 6 de outubro, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

O chefe do executivo fez este anúncio e entre outras medidas governamentais no combate à covid-19, no âmbito da cerimónia de tomada de posse do conselho da administração do Hospital Agostinho Neto, realizada na cidade da Praia, ilha de Santiago.

Segundo o governante, o protocolo de cooperação assinado, na ocasião, entre o Instituto Nacional de Saúde Pública e o Inpharma para a realização de testes, faz parte das condições que estão a ser criadas para o efeito, salientando, por outro lado, que esta parceria irá reforçar a capacidade de realização de testes.

Irá igualmente, de acordo com Ulisses Correia e Silva, reduzir o tempo de respostas do resultado dos testes, bem como soluções rápidas de acesso aos resultados a preços mais baixos.

Disse, por outro lado, que as ilhas do Sal e da Boa Vista já dispõem do ‘Centro covid’ e de serviços de saúde públicos e privados certificados internacionalmente, que colocam essas duas ilhas em condições de abertura ao turismo.

“É importante que para isso todos colaborem, as condições nacionais estão criadas e é preciso que os boavistenses e salenses continuem a fazer um esforço adicional para mantermos muito baixo ou zerar os níveis de transmissão nestas duas ilhas e assim podermos brevemente reabrir essas duas ilhas ao turismo”, afirmou.

No passado dia 30, Ulisses Correia e Silva referiu que a retoma dos voos internacionais vai ser progressiva e gradual, porque não depende só de Cabo Verde, mas também de outros países emissores.

Em Setembro, a Associação das Agências de Viagens, por seu turno, apelou ao Governo a reabertura das fronteiras e retoma dos voos internacionais, sendo que grande parte estão com as suas atividades suspensas.

A companhia TICV (Transportes Interilhas de Cabo Verde), através de um comunicado e em resposta à solicitação das agências de viagens admitiu que a recuperação da procura de voos domésticos depende da retoma das ligações internacionais regulares.

A TICV avançou ainda que o movimento de passageiros permanece “significativamente abaixo” dos níveis anteriores à pandemia de covid-19, desde logo devido à suspensão, ainda em vigor, das ligações aéreas internacionais regulares, desde a segunda quinzena de março, com um peso significativo na operação da companhia, que assegura depois as conexões internas entre as várias ilhas.

Cabo Verde registou nas últimas 24 horas mais três óbitos por causa do novo coronavírus e mais 73 casos positivos.

Com as atualizações desta segunda-feira, dia 5 de outubro, o País passa a contabilizar 839 infecções ativas, 5.524 recuperados, 68 óbitos e dois transferidos, perfazendo um total acumulado de 6.443 casos positivos.

 

  • Texto distribuído pela Inforpress – Agência Cabo-Verdiana de Notícias.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica