Companhias europeias lideram recuperação do tráfego aéreo em 2022

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O tráfego aéreo recuperou em março deste ano, subindo 76% em relação ao mesmo mês de 2021, revelou nesta quarta-feira, dia 4 de maio, a Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA).

“O tráfego total em março de 2022 (medido em passageiros/quilómetro) subiu 76% face a março de 2011”, disse a IATA, sublinhando que “ainda que este crescimento seja menor do que o de 115,9% em fevereiro” os volumes em março foram mais próximos de níveis de 2019, estando 41% abaixo desse período.

“Os impactos do conflito na Ucrânia nas viagens aéreas foram muito limitados, enquanto os impactos relacionados com o SARS-CoV-2/Ómicron continuaram confinados aos mercados asiáticos”, lê-se, na mesma nota.

De acordo com a IATA, o tráfego doméstico cresceu 11,7% em março, em termos homólogos, abaixo do crescimento de 59,4% de fevereiro, o que a associação atribui aos confinamentos na China, devido a novas vagas da pandemia de covid-19.

Já o índice de passageiros-quilómetro internacionais cresceu 285,3%, ultrapassando os 259,2% de ganhos em fevereiro, face ao período homólogo, com a maioria das regiões a melhorar o comportamento.

Segundo a IATA, as companhias aéreas europeias “continuaram a liderar a recuperação”, com o tráfego de março a crescer 425,4% em relação ao mesmo mês de 2021, uma melhoria face ao aumento de 384,6% em fevereiro, referiu.

A ‘performance’ em março está a ajudar a uma aproximação a níveis de 2019, indicou a IATA, sendo que os passageiros-quilómetro foram, neste mês, 41,3% abaixo de março de 2019, quando em fevereiro eram de menos de 45,5%.

“A recuperação no transporte aéreo é uma notícia excelente para a economia global, para amigos e famílias cujas separações forçadas estão a acabar e para milhões de pessoas que dependem deste transporte para subsistir”, indicou a IATA.

“Com as barreiras às viagens a desaparecer na maioria das regiões, estamos finalmente a assistir ao crescimento da procura. Infelizmente estamos também a assistir a longas demoras em muitos aeroportos, com recursos insuficientes para lidar com estes números. Este problema tem de ser resolvido com urgência para evitar frustrar o entusiasmo pelas viagens áreas”, disse Willie Walsh, diretor geral da IATA, citado no comunicado da associação.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Contrato com a Binter para as ligações interilhas na Madeira prorrogado até setembro

A companhia aérea espanhola Binter vai assegurar por mais...

EuroAtlantic anuncia mudanças na equipa de gestão e nova injeção de capital do acionista

A companhia aérea portuguesa ‘Euro Atlantic Airways – Transportes...

Pilotos da TACV – Cabo Verde Airlines marcam greve de cinco dias entre 25 e 29 de abril

O Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação Civil (SNPAC)...

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...