Bem-vindo, !|Sair

Companhias tradicionais sobem mais que as de baixo custo no Aeroporto do Porto

As chamadas companhias ‘tradicionais’ foram o segmento que mais cresceu em 2014 no Aeroporto da Cidade do Porto, no Norte de Portugal, excluindo a TAP cuja evolução nos últimos três meses do ano, em que foi afectada por greves e ameaças de greves, levou a que terminasse o ano com uma queda de passageiros em 0,2 por cento.

Os dados a que o ‘PressTUR’ teve acesso indicam que no ano passado o Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro teve um total de 6,93 milhões de passageiros de voos comerciais, com um aumento em 8,8% ou 557,6 mil, para o qual as chamadas companhias ‘tradicionais’ contribuíram com +11% ou mais 303,9 mil, para 3,057 milhões, e as low cost com +10,7% ou mais 388,7 mil, para 4,011 milhões.

Porém, excluindo a TAP do grupo das ‘tradicionais’, o seu aumento atinge 31,2% ou 307,4 mil, para 1,293 milhões.

O que se passou foi que a TAP, segunda maior companhia aérea no Porto, depois da Ryanair, que até ao fim de Agosto estava com um aumento de passageiros neste aeroporto em 3,6%, de então até ao fim de 2004 acumulou sucessivas quedas, de 3% em Agosto, 0,4% em Setembro, 4,5% em Outubro, 13,1% em Novembro e 8,4% em Dezembro, terminando o ano com 1,764 milhões de passageiros, menos 3,5 mil que em 2013.

O crescimento das restantes ‘tradicionais’, porém, não se fez à custa das low cost, que se contam entre as que tiveram os maiores aumentos do movimento de passageiros no Aeroporto do Porto, a começar pela Ryanair, que teve um aumento de 121,3 mil passageiros (+5%), para 2,548 milhões.

A segunda companhia que mais cresceu foi a espanhola Vueling, low cost do IAG, com mais 119,2 mil passageiros (+219,7%, para 173,4 mil), e depois as companhias Transavia, do grupo Air France KLM, com mais 103,8 mil, incluindo mais 71,4 mil da Transavia France (+22,7%, para 385,6 mil) e mais 32,3 da Transavia Holanda (+79,4%, para 73 mil).

Mas o quarto maior aumento do ano foi de uma ‘tradicional’ Swiss, com mais 40,4 mil passageiros que em 2013 (+228,3%, para 58,1 mil), que assim superou o aumento da EasyJet, que tem anunciado para este ano a abertura de uma base no Aeroporto do Porto e que em 2014 teve um aumento de 32,8 mil passageiros (+4,2%, para 822,4 mil).

Os restantes maiores aumentos do ano foram da Aigle Azur, em 21,8 mil passageiros (+21,2%, para 125,1 mil), Air Europa, que em 2013 praticamente não tinha operação no Porto e em 2014 somou 20,6 mil passageiros, Air Nostrum, franchisada da Iberia, com mais 20,5 mil (+21,1%, para 117,8 mil), Lufthansa, com mais 17,3 mil (+5,6%, para 323,3 mil), Luxair, com mais 17,1 mil (+27,6%, para 79,2 mil), SATA Internacional, com mais 15,6 mil (+12%, para 145,2 mil).

Desta forma, a Ryanair manteve a liderança em número de passageiros no Aeroporto do Porto, seguida da TAP, EasyJet, Transavia France, e Lufthansa. Depois vieram Vueling, SATA Internacional, Aigle Azur, Air Nostrum e Luxair.

A maior companhia não europeia manteve-se a angolana TAAG, que é a única a ter voos regulares entre o Porto e Luanda, com 66,2 mil passageiros, +10,1% ou mais 6,1 mil passageiros que em 2013.

 

  • Matéria editada pelo portal de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR’, parceiro editorial do Newsavia em Portugal

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica