Bem-vindo, !|Sair

Compositor da trilha do ‘Titanic’ vencedor de dois Óscars morreu em desastre aéreo

O compositor norte-americano James Horner, de 61 anos de idade, morreu nesta segunda-feira, dia 22 de Junho, após o monomotor que pilotava sofrer um acidente. A confirmação da morte do músico, que viajava sozinho, foi dada nesta manhã, dia 23, pela sua assistente pessoal, Sylvia Patrycja, à revista “Hollywood Reporter”.

“Perdemos uma pessoa extraordinária, com um coração enorme e um talento incrível. Morreu fazendo o que amava”, escreveu Patrycja na sua página de Facebook.

O avião, um EMB-312 Short Tucano MK1, registo N206PZ,  fabricado pela Embraer, caiu na região do Bosque Nacional de Los Padres, que fica a 96 quilómetros de Santa Bárbara, na Califórnia, ficando totalmente destruido, revelando uma queda abrupta contra o solo.

N206PZ - Tucano - James Harner Acidente

Trata-se de um turboélice, de dois lugares, que era propriedade do compositor, e com o qual voava com alguma frequência. É um aparelho usado pela Força Aérea de alguns países para treino dos seus pilotos militares e também muito utilizado por pilotos desportivos, sobretudo nos Estados Unidos da América, e possui sistema de ejecção de assento.

 

Neste tweet de um musico fan de Horner , podemos ver o seu avião ao fundo.


Horner ganhou dois Óscars pela trilha sonora do filme “Titanic” – incluindo a da canção “My Heart Will Go On”, interpretada por Celine Dion. Além do clássico, ele foi o responsável pelas trilhas de “Apollo 13”, “Uma mente brilhante”, “Aliens, o Resgate”, “Coração Valente” e “Avatar”.

Ao longo de sua carreira, james Horner também foi o autor das músicas dos filmes “Jornada nas Estrelas II”, “A Máscara de Zorro”, “Jumanji”, “Lendas da Paixão” e o “Espetacular Homem Aranha”.

Foto do avião acidentado

N206PZ - Tucano

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica