Diretor da LAMIA vai continuar preso na Bolívia

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

 width=“750” height=

Gustavo Vargas, diretor-geral da companhia boliviana LaMia, vai continuar preso, ordenou o Primeiro Tribunal de Instrução Anticorrupção da cidade de Santa Cruz de La Sierra, onde foi aberto o processo de inquérito à atuação da companhia aérea, em cujo avião viajou e morreu a comitiva do clube brasileiro Chapecoense. (LINK notícia relacionada)

As autoridades bolivianas suspenderam na semana passada a licença da LaMia. O jornal boliviano ‘El Deber’ informou que a comissão de fiscais que analisa o acidente confiscou duas aeronaves da empresa, que estavam em um dos hangares da Força Aérea Boliviana (FAB), na cidade de Cochabamba, “com fins investigativos”.

No fim de semana, o comandante da Força Aérea Boliviana, Celier Aparicio, afirmou que existe ação judicial aberta contra a companhia aérea devido a uma dívida correspondente a manutenção, no valor de 335.550 bolivianos (o que equivale a cerca de 162.240 reais/65.110 euros).

Na quinta-feira, promotores da Bolívia, da Colômbia e do Brasil se reuniram para discutir a investigação do acidente com o avião, segundo o ‘Jornal Nacional’ da Rede Globo.
banner-newsavia-app-android-750x65

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Azores Airlines inicia novas rotas nacionais e internacionais no próximo mês de junho

A companhia aérea portuguesa Azores Airlines estreia, a partir...

Aumento para 45 movimentos/hora no atual Aeroporto de Lisboa requer estudo, esclarece o Governo

O aumento de capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em...