Entendimento entre Groundforce e TAP permite pagamento dos salários em atraso

A Groundfore Portugal e a TAP chegaram a um entendimento que desbloqueia provisoriamente o impasse na empresa e permite pagar os salários aos 2.400 trabalhadores, informou nesta quinta-feira, dia 18 de março, uma fonte oficial da Pasogal, empresa que detém a maioria do capital da empresa portuguesa de handling.

“O acordo alcançado agrada à Groundforce, até porque é muito semelhante ao que a empresa propôs desde o início. A Groundforce está, naturalmente, satisfeita por ter sido possível encontrar uma solução que permita pagar os salários aos trabalhadores e pôr fim à angústia de 2.400 famílias”, lê-se num comunicado enviado pela empresa liderada pelo empresário Alfredo Casimiro.

A Pasogal, acionista maioritária da empresa de handling (assistência de aeroportos) disse ainda que “resolvida a urgência”, “continuará a empenhar os seus melhores esforços, certamente com o apoio dos acionistas Pasogal e TAP, no sentido de resolver a questão de fundo”.

“É preciso criar as condições para que a empresa possa desenvolver tranquilamente a sua atividade, como aconteceu nos últimos oito anos, preservando os postos de trabalho e o valor criado”, lê-se no comunicado.

 

 

  • LINK notícia posterior

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica