Bem-vindo, !|Sair

Euro Atlantic prepara-se para avançar nos voos regulares

A companhia portuguesa Euro Atlantic Airways já está disponível para as agências de viagens nos sistemas de GDS (‘Global Distribution Systems’). através das ferramentas Galilleo e Amadeus. permitindo ao mercado. em tempo real, aceder à confirmação de horários, tarifas, reservas e emissão de passagens aéreas. O anúncio foi feito em comunicado pela própria companhia na quarta-feira, dia 3 de fevereiro.

A Administração da Euro Atlantic Airways ao introduzir o sistema GDS visa implementar soluções estratégicas que garantam a sustentabilidade da empresa, refere a nota de imprensa que esclarece que uma parte da frota da companhia está adstrita ao serviço regular e a restante ao negócio de aluguer de aviões em ACMI (modalidade que também é conhecida pela designação em inglês wet-lease) e para os voos charter do operador turístico português ‘Sonhando’.

O sistema GDS da Euro Atlantic está activo em Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Alemanha, países com fortes ligações à Guiné-Bissau, onde em 2014 a companhia se iniciou no tráfego regular.” A sustentabilidade e desenvolvimento da ex-colónia portuguesa do Golfo da Guiné dependem de ligações aéreas aos principais emissores e praças financeiras, do transporte de passageiros e carga, como da captação de receitas por via do tráfego turístico”, observa a companhia portuguesa dirigida por Tomaz Metello, fundador e um dos principais accionistas da empresa junto com o Grupo Pestana.

A Euro Atlantic está a estudar algumas linhas que poderá assumir como regulares à partida de Lisboa. As principais hipóteses em cima da mesa serão algumas ilhas de Cabo Verde, em parceria com a companhia nacional TACV. A outra Lisboa-Teerão, na República Islâmica do Irão, segundo apurou o ‘Newsavia’.

A frota da Euro Atlantic é presentemente constituída por nove aeronaves. De acordo com a nota de imprensa estão no registo da companhia os seguintes aviões: um Boeing B777-200ER, seis Boeing 767-300ER de passageiros, um B767-ER BDSF (‘Bedek Special Freighter’) e um Boeing 737-800.

A companhia portuguesa é a maior accionista (37%) da STP Aiways, companhia aérea de bandeira de São Tomé e Príncipe. Os voos da empresa santomense, entre os aeroportos de São Tomé e Lisboa, são feitos com equipamento da Euro Atlantic.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica