F-35 limitado no apoio aéreo de proximidade até 2022

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Os pilotos do caça F-35 Joint Strike Fighter terão de esperar até 2022 para disparar a última geração de bombas militares norte-americanas de apoio aéreo de proximidade, disponíveis em 2017, revelaram responsáveis do JSF. A Small Diameter Bomb II (SDB II) é um upgrade de anteriores armas guiadas de precisão lançadas do ar, com capacidade para perseguir e alcançar alvos até 40 milhas de distância (64,3 km). No entanto, o F-35 não terá o package de software requerido para operar a bomba até à quinta geração deste caça, em 2022, acrescentaram as mesmas fontes.

O atraso em colocar a SDBII no F-35 irá reduzir a sua capacidade para providenciar apoio aéreo de proximidade às tropas no terreno. A capacidade do F-35 está, assim, em debate a capacidade do F-35 para preencher adequadamente a missão do A-10 Warthog na Força Aérea americana, cuja retirada foi autorizada pelo Congresso. Os líderes da US Air Force reiteraram, em Fevereiro, a sua intenção de retirar o A-10 em 2019, no sentido de transferir recursos para o desenvolvimento do Joint Strike Fighter. O F-35 será um dos aviões que irá substituir o A-10.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

NAV Portugal fez uma “distribuição extraordinária” de resultados em 2023 a cedido do Governo

O presidente da NAV Portugal, Pedro Ângelo, sinalizou que,...

Já está completo o novo Conselho de Administração do Grupo SATA

O diretor de Gestão de Receita, Sandro Raposo, e...

Américo Muchanga é o novo Presidente do Conselho de Administração da LAM

Américo Muchanga é desde esta quarta-feira, dia 10 de...

Bruxelas volta a aprovar ajudas estatais ao grupo Air France-KLM

A Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira, dia 10 de...