Flybe sob ameaça de bancarrota – Empresa negoceia resgate com o Governo

A companhia britânica Flybe, que é presentemente a maior companhia aérea regional da Europa, com um movimento anual de 8,5 milhões de passageiros em 170 aeroportos, está a passar por uma situação económico-financeira muito grave, havendo relatos na imprensa do Reino Unido de que poderá estar novamente à beira da bancarrota.

O canal televisivo ‘Sky News’ publicou uma reportagem em que afirma que neste domingo, dia 12 de janeiro, decorreram diversas diligências na busca de um financiamento que possa assegurar a continuidade da empresa, de forma a reverter meses de constantes perdas.

A ‘Sky News’ afirma que a empresa de auditoria e contabilidade ‘EY’ já está colocada de sobreaviso e poderá ser a gestora da companhia aérea num eventual período de transição se for conseguido o financiamento que, admitem as fontes consultadas pelo jornalista, pode chegar até do Governo Britânico, para salvar os cerca de 2.200 postos de trabalho que estão agora em risco de extinguir-se.

Recorde-se que, há cerca de um ano, a Flybe esteve igualmente numa situação muito difícil, tendo sido salva por um consórcio, que foi constituído pela companhia aérea Virgin Atlantic, pelo Grupo Stobart, dono do Aeroporto de Southend, no sul de Londres, e pelo fundo “Cyrus Capital Partners”, que adquiriu os ativos operacionais da Flybe.

A Cyrus Capital possui a maior parte do capital da empresa formada então para tal operação, a Connect Airways, com 40%, enquanto os outros parceiros possuem 30% cada. A nova empresa, formada em março do ano passado, foi criada para gerir a nova Flybe, tendo Mark Anderson, executivo da Virgin Atlantic, sido nomeado administrador executivo (CEO) da Connect Airways.

O consórcio disse então ter pago 2,2 milhões de libras esterlinas pela aquisição da velha Flybe e prometeu injetar 100 milhões de libras no plano de recuperação da companhia aérea que seria rebatizada como Virgin Connect a partir do final deste ano.

Os especialistas disseram, no entanto, que os requisitos de financiamento propostos pela Connect se tornaram-se mais onerosos e deixaram agora a Flybe à beira do colapso financeiro. A companhia tem uma presença significativa em aeroportos britânicos, nomeadamente em Belfast, Birmingham, Manchester e Southampton. Tem sede no Aeroporto de Exeter.

A Flybe opera entre 70 a 80 aeronaves e está presente em mais de 80 aeroportos em todo o Reino Unido e noutros países europeus.

As companhias envolvidas recusaram, no domingo, comentar a notícia da ‘Sky News’. Entretanto, na manhã desta segunda-feira, um porta-voz da Flybe disse que “a companhia não comentava rumores ou notícias especulativas”.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica