Governo da Malásia concluiu que desaparecimento do voo MH370 foi um acidente

O governo da Malásia declarou oficialmente nesta quinta-feira, dia 29 de Janeiro, que a queda do avião Boeing 777-200 que fazia o voo MH370, da companhia aérea Malaysia Airlines, que desapareceu em 8 em Março do ano passado, foi um acidente e que não há sobreviventes entre os 239 passageiros.

O responsável pelo Departamento de Aviação Civil da Malásia, Azharuddin Abdul Rahman, disse numa conferência de imprensa realizada hoje em Kuala Lumpur, revelou hoje a decisão final do governo, após 10 meses de buscas e investigações, tendo afirmado que é “com o coração pesado e com profunda dor, que declaramos oficialmente, em nome do governo, que o voo foi vítima de um acidente”.

A companhia aérea assumiu toda a responsabilidade pelo desastre e irá indemnizar os parentes das vítimas. “Esperamos que esta declaração permita às famílias obterem a assistência de que necessitam, em particular através de processos de ressarcimento”, acrescentou.

Até o momento não foi encontrado nenhum rasto do avião e parentes das vítimas recusam a versão oficial, alegando que não existem evidências.

O avião, um Boeing 777-200 desapareceu no dia 8 de Março de 2014 com 239 pessoas a bordo enquanto fazia uma viagem entre Kuala Lumpur (Malásia) e Pequim (China).

A Malaysia Airlines deve divulgar um relatório completo sobre o caso no aniversário da tragédia, garantiram fontes governamentais malaias.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica