Governo dos Açores reconduz Luís Rodrigues na liderança da SATA

O presidente do Governo Regional dos Açores anunciou que vai indigitar o atual presidente do Conselho de Administração da SATA, Luís Rodrigues, para as funções de presidente executivo da nova holding, que será formada na sequência do plano de reestruturação da SATA, grupo de aviação comercial português com sede na Região Autónoma.

“Na qualidade de presidente do Governo, movido e empenhado pela estabilidade, ao contrário de outros que vivem em instabilidade, indigitarei o dr. Luís Rodrigues, atual presidente do conselho de administração, para futuro presidente da holding”, revelou José Manuel Bolieiro.

O presidente do Governo Regional dos Açores falava nesta quinta-feira, dia 8 de dezembro, na sessão de abertura do 47.º Congresso Nacional Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAV), na cidade de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, reunindo mais de 700 congressistas.

Em junho, a Comissão Europeia aprovou uma ajuda estatal portuguesa para apoio à reestruturação do grupo aéreo açoriano SATA (companhias SATA Air Açores e Azores Airlines), de 453,25 milhões de euros em empréstimos e garantias estatais, prevendo ‘remédios’ como uma reorganização da estrutura empresarial.

A injeção financeira implica o desinvestimento de uma participação de controlo (51%) na Azores Airlines, o desdobramento da atividade de assistência em terra e uma reorganização da estrutura empresarial da SATA, com a criação de uma holding que substitui a SATA Air Açores no controlo das suas operações subsidiárias.

Estão ainda previstas a obrigação de a SATA ter um limite máximo na sua frota até ao final do plano de reestruturação e a proibição de, também até esse prazo, fazer qualquer aquisição de aviões.

Nesta quinta-feira, dia 8 de dezembro, na abertura do congresso nacional da APAV, o chefe do executivo açoriano sublinhou que “a confiança e o contributo dado à recuperação é essencial para, com estabilidade, assegurar o novo caminho de reestruturação da SATA”, com “o compromisso da não interferência política na gestão” da companhia aérea.

“A empresa deve ser assim gerida com autonomia e competência”, vincou José Manuela Bolieiro, ao adiantar ainda que será criada a comissão técnica de acompanhamento da privatização da SATA.

Assim, acrescentou, “teremos um ator a acompanhar com transparência e rigor o processo da privatização”.

O chefe do executivo regional açoriano disse ainda que o Conselho de Governo realizado na semana passada “aprovou já a resolução que estabelece a reorganização societária do grupo SATA”.

Bolieiro assegurou que o executivo açoriano está “firmemente comprometido” com “a recuperação do grupo SATA, cumprindo até com antecipação alguns calendários”.

“A SATA devolveu à Região entradas de capital consideradas ilegais pela Comissão Europeia. A região pagou à SATA o que lhe devia”, sustentou, indicando ainda que “a região tem mantido em dia as subvenções devidas pelos contratos de concessão de serviço público”.

 

  • Foto de abertura © ClickandPlay/APAVT

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica