Governo Português disponibiliza 5,5 milhões para a rota Porto Santo-Madeira

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img


O Governo Português disponibilizou uma verba de mais de 5,5 milhões de euros (total de 5 577 900,00 euros, isento de IVA), para a adjudicação da prestação de serviços aéreos regulares, em regime de concessão, na rota Porto Santo/Funchal (Madeira)/Porto Santo, pelo período de três anos, que correspondem à totalidade do período de concessão, caso nenhuma transportadora aérea da União Europeia pretenda dar início à prestação de serviços aéreos regulares sustentáveis, sem contrapartida financeira, e de acordo com as obrigações de serviço público impostas para a mesma rota.

A resolução do Conselho de Ministros de Portugal do passado dia 23 de fevereiro foi publicada nesta sexta-feira, dia 3 de março, no ‘Diário da República’.

Está assim iniciado o processo formal e burocrático necessário para a abertura do concurso internacional que deverá seguir agora pela tutela, tendo sido delegado no Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, com a faculdade de subdelegação, a competência para a prática de todos os atos necessários para o lançamento do concurso, designadamente a aprovação das peças do procedimento, a designação do júri do concurso, a aprovação da minuta do contrato a celebrar e a outorga, em nome do Estado Português, do respetivo contrato. Este dará continuidade à prestação do serviço, que está presentemente concessionado à empresa AERO VIP – Companhia de Transportes e Serviços Aéreos, S. A., ao abrigo de um contrato de concessão celebrado com o Estado Português, precedido de concurso público, e que termina no último dia do mês de Junho próximo, no final de um período de três anos.

 

Obrigações de Serviço Público desde 1996

Desde que aderiu à União Europeia, o Estado Português tem vindo a fixar obrigações de serviço público para as regiões periféricas em desenvolvimento, nas rotas aéreas de fraca densidade de tráfego e nas rotas aéreas em desenvolvimento, constituindo os serviços de transporte aéreo um importante fator de desenvolvimento económico e social para aquelas regiões.
Como medida de apoio ao desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira, o Governo Português decidiu criar em 1996 serviços aéreos regulares entre as duas ilhas habitadas do arquipélago através da imposição de obrigações de serviço público.
Mantendo-se as razões subjacentes àquela decisão governamental, designadamente as dificuldades de acessibilidade dos residentes e estudantes do Porto Santo à Madeira, que justificam a garantia da continuidade dos serviços aéreos regulares por forma a diminuir o distanciamento económico e social em prol do interesse público em geral, e daquela região insular em particular, a configuração da rota Porto Santo/Funchal (Madeira)/Porto Santo vem justificando a manutenção da imposição de obrigações de serviço público desde 1996.

 

  • LINK notícia relacionada


“Como

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...